Joanna Jedrzejczyk massacra Jessica Penne e defende cinturão dos palhas no UFC Berlim

Campeã polonesa castigou bastante a desafiante até a interrupção do árbitro, no terceiro round

Jedrzejczyk (foto) massacrou Penne em Berlim. Foto: Divulgação/UFC

Jedrzejczyk (foto) massacrou Penne em Berlim. Foto: Divulgação/UFC

Foi um massacre. Joanna Jedrzejczyk defendeu com sucesso o cinturão dos palhas do UFC neste sábado (20), na luta principal do evento Fight Night 69, em Berlim, na Alemanha.

A polonesa dominou as ações diante de Jessica Penne do início ao fim, resistindo às tentativas de queda da desafiante e aplicando sua eficiente trocação. A norte-americana pouco pôde fazer para resistir, e foi presa fácil para a campeã até a interrupção do árbitro, no terceiro round.

Veja Também

Brasileiros não lutam bem e sofrem nocautes no card preliminar do UFC Fight Night 69
Patrício Pitbull sobrevive a knockdown, vira luta e defende cinturão no Bellator 138
Vídeo: Patrício Pitbull x Daniel Weichel no Bellator 138

Praticamente desde o início da luta, Jessica Penne não mostrava nenhuma intenção em trocar com Joanna Jedrzejczyk. A desafiante buscava o clinche e as quedas, mas sempre era rechaçada pela campeã. Quando tentava mais uma vez agarrar a campeã, Jedrzejczyk conectou bons golpes e aplicou um knockdown na desafiante. Apesar de Penne ter caído grogue, a polonesa evitou se afobar e entrar na guarda da desafiante. A norte-americana chegou a quedar no fim, mas não havia tempo para mais nada.

O segundo round começou om luta mais aberta em relação ao primeiro round, com ambas mostrando iniciativa. Penne insistia na queda, mas novamente a polonesa defendia. Joanna acertou golpes duros no rosto de Penne, o que abriu um sangramento abundante no nariz da norte-americana. A campeã tentou liquidar a fatura, com golpes no rosto e corpo, mas Penne resistia bravamente. A norte-americana pouco conseguia responder aos ataques, e terminou o round com grandes machucados em seu rosto.

Apesar de ter atacado com contundência nos rounds anteriores, Jedrzejczyk parecia inteira no início do terceiro round. A campeã ia minando a desafiante com diversos golpes, enquanto que Penne, lenta, não ameaçava. A norte-americana tentava quedar no desespero, mas Jedrzejczyk se manteve em pé. A polonesa tentou uma joelhada voadora desajeitada, e Penne aproveitou para tentar aqueda. A luta, porém, se manteve em pé. No minuto final do terceiro round, Jedrzejczyk encurralou Penne na grade e golpeava, quando o árbitro, Marc Goddard, interrompeu as ações.

Na segunda luta mais importante da noite, Tatsuya Kawajiri derrotou Dennis Siver na decisão dos juízes, em combate válid pela categoria dos penas. O evento em Berlim também teve a participação de dois brasileiros no card preliminar, e o saldo acabou sendo negativo. Ex-campeão do Jungle Fight, Júnior Alpha foi nocauteado por Scott Askham ainda no primeiro round; já o ex-engraxate Alan Nuguette perdeu sua invencibilidade no MMA pelo mesmo método, diante de Mairbek Taisumov.

O restante do card principal do UFC Berlim:

O card principal começou bastante morno no evento em Berlim. A primeira luta da lista, entre Nick Hein e Lukasz Sajewski, foi desenvolvida quase que inteiramente na trocação, sendo que não houve golpes ou momentos de maior contundência por parte de nenhum dos atletas.

Sajewski passou a luta caminhando para frente, tentando caçar, de forma desajeitada, o alemão. Hein, por sua vez, calculava mais seus golpes, conectando diretos e cruzados certeiros no polonês.

Ao término dos três rounds de disputa, Hein foi nomeado vencedor na decisão unânime dos juízes. O alemão se recupera da derrota sofrida para James Vick em seu último combate, em novembro de 2014; já Sajewski perde sua invencibilidade no MMA logo em sua estreia no MMA.

Alemão Sobotta vence mais uma no UFC

A torcida alemã continuou em festa no segundo combate do card principal. Peter Sobotta não teve dificuldades para derrotar Steve Kennedy, liquidando a fatura de maneira rápida ainda no primeiro round.

Sobotta começou o combate agressivo, partindo para cima na trocação. Depois, levou o australiano ao solo e rapidamente pegou as costas. Virou questão de tempo: o alemão encaixou um mata-leão, finalizando a luta aos 2min57s do primeiro round.

Kawajiri derrota Siver na decisão dos juízes

Na segunda luta de maior destaque da noite, Tatsuya Kawajiri levou a melhor diante de Dennis Siver em um combate morno em Berlim. O japonês tinha a estratégia clara de levar o alemão ao solo, algo que não conseguiu fazer em um primeiro momento. Siver chegou a conectar alguns golpes em pé, o que frustrou brevemente o veterano.

Contudo, do segundo round em diante, Kawajiri teve sucesso nas quedas, controlando as posições no solo sem dar grandes chances a Siver. O japonês somente teve de tomar cuidado com algumas tentativas de finalização por parte de Siver, como guilhotinas. No entanto, ao término dos três rounds, Kawajiri ficou com a vitória na decisão unânime dos juízes.

Assim, Kawajiri conquistou sua segunda vitória em três lutas no UFC; o alemão, em contrapartida, sofreu seu segundo revés seguido, já que havia perdido para Conor McGregor em janeiro.

Resultados do UFC FN 69:

CARD PRINCIPAL

Peso palha: Joanna Jedrzejczyk derrotou Jessica Penne por nocaute técnico no R3;

Peso pena: Tatsuya Kawajiri derrotou Dennis Siver na decisão unânime dos juízes

Peso meio-médio: Peter Sobotta derrotou Steve Kennedy por finalização no R1;

Peso leve: Nick Hein derrotou Lukasz Sajewski na decisão unânime dos juízes;

CARD PRELIMINAR

Peso pena: Makwan Amirkhani derrotou Masio Fullen por finalização no R1;

Peso leve: Mairbek Taisumov derrotou Alan Nuguette por nocaute técnico no R2;

Peso pena: Arnold Allen derrotou Alan Omer por finalização no R3;

Peso pena: Noad Lahat derrotou Niklas Backstrom na decisão majoritária dos juízes;

Peso médio: Scott Askham derrotou Júnior Alpha por nocaute no R1;

Peso leve: Magomed Mustafaev derrotou Piotr Hallmann por nocaute técnico no R2 ;

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments