UFC corta dois lutadores brasileiros de seu plantel

Além disso, organização também demitiu Nazareno Malegarie, veterano do TUF Brasil, além de Ramsey Nijem, vice do TUF 13

Silvério (foto) foi um dos demitidos pelo UFC. Foto: Lucas Carrano/SUPER LUTAS

Silvério (foto) foi um dos demitidos pelo UFC. Foto: Lucas Carrano/SUPER LUTAS

Nesta última semana, o UFC promoveu mais uma “limpa” entre seus lutadores e realizou algumas demissões. Pior para os atletas brasileiros, que tiveram dois de seus representantes entre os quatro que foram mandados embora da maior organização de MMA do planeta.

Veja Também

Se não lutar por título, Bader mira revanche com Glover
Cantora Cher entra para o ‘Time Nick Diaz’ e pede fãs que ajudem o lutador
‘Queridinho de Dana White’ dá salto mortal espetacular após estreia com vitória

O paulista Elias Silvério foi cortado depois de uma sequência ruim de resultados no octógono. “Xuxu”, como é conhecido, sofreu suas duas únicas derrotas em suas duas últimas atuações, para Rashid Magomedov e Shane Campbell. Antes disso, ele havia vencido três no UFC, contra João Zeferino, Isaac Vallie-Flagg e Ernest Chavez.

Outro brasileiro demitido foi Jorge “Blade” Oliveira, que perdeu as duas lutas que fez no UFC, para Dhiego Lima e Christos Giagos. Para piorar sua situação, ele foi flagrado em exame antidoping em seu último combate, com anabolizantes.

O argentino Nazareno Malegarie, que participou do TUF Brasil 4, também foi cortado do Ultimate após somente uma luta dentro do octógono. “El Tigre” competiu no UFC 191, no mês passado, e acabou perdendo para Joaquim Silva.

O último demitido pelo UFC foi Ramsey Nijem, vice-campeão do TUF 13. Nijem vinha de duas derrotas seguidas, para Carlos Diego Ferreira e Andrew Holbrook, chegando a 5-5 dentro do octógono.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments