Cormier diz que sonha em lutar contra Jones em Nova York

Campeão dos meio-pesados disse que sonha com revanche contra Bones e propôs UFC 200, em julho de 2016, como alternativa

DC (dir.) e Jones (esq.) se enfrentaram pela primeira vez em janeiro deste ano. Foto: Josh Hedges/UFC

DC (dir.) e Jones (esq.) se enfrentaram pela primeira vez em janeiro deste ano. Foto: Josh Hedges/UFC

 

Após bater Alexander Gustafsson por decisão dividida dos juízes no último dia 3 de outubro, o campeão dos meio-pesados Daniel Cormier só tem uma coisa em mente: conseguir sua tão aguardada revanche contra Jon Jones, único atleta a vencê-lo até hoje. Os planos de Cormier, aliás são ambiciosos, e ele revelou que planeja enfrentar Jones na estreia do octógono em Nova York, mas aceita outro grande evento, o UFC 200, como alternativa.

Veja Também

Vídeo: Assista aos melhores momentos da luta entre Daniel Cormier x Alexander Gustafsson
De volta à academia, Jon Jones aparece levantando quase 250 kg em treino
Ronda confirma namoro com peso pesado do UFC: ‘Estamos nos conhecendo’

“Nova York vai acontecer em abril. Vamos fazer isso (a revanche)! Se não for nessa data, podemos fazer no UFC 200, quero fazer logo essa luta. Caso eu seja derrotado pela segunda vez, provavelmente vou parar. Minha carreira e legado neste esporte significam mais do que receber alguns cheques. Irei lutar até não me sentir mais competitivo. Se eu não estiver mais competitivo e vencendo no nível que venho fazendo, irei me aposentar. O legado é importante para mim e quero deixar um bom no MMA”, disse Cormier, em entrevista ao podcast dos comentaristas do Ultimate Jon Anik e Kenny Florian.

Relembrando a derrota para Jones, sofrida em janeiro deste ano, DC acredita ter as condições necessárias para bater o ex-campeão em um eventual reencontro no octógono. “Venho dizendo há um tempo que Jones é o cara que pode realmente competir comigo na minha categoria. Obviamente, até porque ele já me venceu. Penso que sou bom, se não for melhor do que todo mundo. Sinto que sou bom o bastante para bater o Jones. Quero ser lembrado como o melhor do mundo e para isso tenho que derrotar o melhor cara do mundo”, garantiu.

Aos 36 anos, Daniel Cormier tem um cartel profissional de 17 vitórias e uma derrota no MMA. Após ser derrotado por Jon Jones em janeiro, Cormier deu a volta por cima meses depois e faturou o cinturão da categoria de meio-pesados, vencendo Anthony Johnson, após entrar justamente na vaga de Jones, cortado do duelo e suspenso pelo Ultimate.

Apesar de já anunciada, a estreia do octógono na cidade de Nova York ainda não é oficial, já que o estado segue sendo o único nos Estados Unidos a manter a proibição ao MMA. Diante de mais uma votação no poder legislativo estadual sobre a legalização do esporte, o UFC decidiu marcar um evento para abril do próximo ano, no histórico Madison Square Garden, prometendo levar suas maiores estrelas ao card histórico.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments