Presidente do ‘novo Pride’ sonha com Wanderlei Silva de volta ao Japão

Nobuyuki Sakakibara revelou que se Wand tiver a liberação do UFC, assina contrato com o brasileiro

Wand pode voltar ao palco que o consagrou. Foto: Pride

Wand pode voltar ao palco que o consagrou. Foto: Pride

O ex-presidente do Pride, Nobuyuki Sakakibara, promete agitar o mundo do MMA com o Rizin Fighting Federation, novo evento de MMA japonês que fará sua estreia em dezembro. Além de contratar a lenda Fedor Emelianenko como principal estrela, o dirigente já sonha com brasileiro Wanderlei Silva, ídolo em solo japonês que está suspenso de atuar nos Estados Unidos e em litigio com o UFC.

Veja Também

Além de Fedor, ‘novo PRIDE’ confirma Sakaruba e GP valendo R$ 2 milhões
Vídeo: Confira a preparação de Fedor Emelianenko para seu retorno ao MMA

“O público japonês ficaria mais animado com a contratação do Wanderlei do que com a do Fedor, mas Wanderlei tem ainda vínculo contratual com o UFC. Se ele desfizer esse vínculo, conversaremos com ele, certamente. Serei o primeiro a procurá-lo. Lógico que quero no Rizin todo lutador que brilhou no Pride. Procuramos vários deles, como (Ricardo) Arona, só que ele disse que está com uma lesão no joelho e não tem previsão de retorno”, revelou Sakakibara em entrevista ao PVT.

Categoria master

Nobuyuki Sakakibara também revelou planos ambiciosos. O dirigente cogita a possibilidade de criar uma categoria para lutadores com mais de 45 anos. A ‘nova’ divisão poderia contar com nomes como Royce Gracie, Ken Shamrock e até mesmo com o presidente do Jungle Fight, Wallid Ismail.

“Temos o pensamento de fazer uma ‘master class‘ em breve. Seria uma categoria a partir de 45 anos, para dar a chance para aqueles que estão com vontade de lutar. Você vê o exemplo do Dan Henderson com 45 anos e lutando em alto nível ainda. Encontrei Royce Gracie nos EUA e ele se disse pronto para lutar. Ken Shamrock também se mostrou interessado. Podemos, por exemplo, colocar Wallid contra Royce Gracie”, completou Sakakibara,

 

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments