UFC Coreia: Brasileiro Miná derrota ‘Sexyama’ na decisão

Lutador paraibano quase nocauteia, cansa no fim e supera ídolo local na decisão dividida dos juízes

Miná derrotou Akiyama na decisão dos juízes. Foto: Mitch Viquez/Zuffa LLC

Miná derrotou Akiyama na decisão dos juízes. Foto: Mitch Viquez/Zuffa LLC

Único brasileiro participante do UFC Fight Night 79, Alberto Miná levou a melhor sobre o veterano Yoshihiro Akiyama neste sábado (28), em Seul, na Coreia do Sul. Mesmo com o público amplamente a favor de seu oponente, o “Soldado de Deus” ficou com a vitória na decisão dividida dos juízes, em combate apertado.

Veja Também

Vídeo: lutador desloca cotovelo durante UFC Coreia
UFC Coreia – Fight Night 79 – Henderson x Masvidal – Resultados

O japonês Akiyama foi apresentado por Bruce Buffer com a versão coreana de seu nome, Choo Sung-hoon, já que possui dupla nacionalidade. No início da luta, ambos os lutadores preferiram adotar a cautela, estudando o oponente. Nos instantes finais, Miná tentou mostrar mais atividade para garantir a vantagem na pontuação, buscando quedas e arriscando mais na trocação.

No segundo assalto, Akiyama foi mais agressivo, abusando de chutes baixos e socos. Porém, no minuto final, o brasileiro reagiu e acertou uma boa combinação de socos, o que quase nocauteou Akiyama. O japonês foi salvo pelo gongo, para o alívio da torcida.

Nos cinco minutos finais, “Sexyama”, apelido dado por seu grande cuidado com sua aparência física, buscava superar o “atraso”, insistindo nos chutes baixos – que já haviam causado grande ferimento na perna de Miná. O paraibano, em contrapartida, parecia mais cansado e tentava quedas vazias, se atirando nas pernas do rival.

Ao fim, Miná levou a melhor na decisão dividida dos juízes, o que provocou uma reação contrária do público sul-coreano. Assim, o brasileiro segue invicto no UFC, enquanto que Akiyama acumula a quinta derrota em sete lutas no UFC.

Na abertura do card principal, o astro local Doo Ho Choi fez mais uma vítima dentro do octógono. O “superboy coreano”, como é conhecido, precisou de pouco mais de um minuto para despachar Sam Sicilia, vencendo por nocaute técnico após conectar uma potente combinação de mãos. O jovem lutador chegou a 13 vitórias no MMA profissional, contra uma derrota.

O card preliminar

Yang superou Collier por nocaute técnico. Foto: Divulgação

Yang superou Collier por nocaute técnico. Foto: Divulgação

Na primeira luta da noite, Dominique Steele e Dong Hyun Kim (homônimo do veterano meio-médio que luta no card principal) fizeram luta movimentada, que agitou o público presente no ginásio. Melhor para Steele, que venceu no terceiro round após aplicar uma bela queda – Kim bateu sua cabeça no chão – e completou o serviço com cotoveladas.

Os representantes asiáticos, aliás, tiveram dificuldades nas primeiras lutas da noite. Marco Beltran, ex-TUF América Latina, levou a melhor sobre Ning Guangyou, participante do reality show na China, em apertada decisão dividida dos juízes. Em seguida, Fredy Serrano ficou com a vitória sobre Yao Zhikui após o oponente deslocar seu cotovelo em uma queda, ainda nos primeiros segundos de luta.

A primeira vitória local veio no único combate feminino da noite. A coreana Seo Hee Ham enfrentou dificuldades com Cortney Case no primeiro round, mas, com um alto volume de golpes na trocação, levou a melhor nos dois assaltos seguintes. A vitória veio na decisão unânime dos juízes.

Luta feminina levantou público em Seul. Foto: Divulgação

Luta feminina levantou público em Seul. Foto: Divulgação

Depois, mais uma vitória para a Coreia do Sul. Tae Hyun Bang protagonizou um combate “lá e cá” com Leo Kuntz, com bons momentos de ambos os lutadores. O coreano aplicou um knockdown no primeiro round, sendo que Kuntz ficou perto de finalizar com um mata-leão no assalto seguinte. Após 15 minutos de ação, Bang ficou com a vitória na decisão dividida dos jurados.

Em seguida, Mike de la Torre derrotou Yui Chul Nam em combate bastante franco. Ao longo dos três rounds, houve diversos momentos em que ambos os atletas soltaram combinações para lá de agressivas, o que deixou o olho de Nam bastante machucado. Vitória de De La Torre na decisão dos juízes, também de forma dividida.

Na última luta da lista preliminar, Dongi Yang chegou a levar um knockdown de Jake Collier, mas virou o jogo no segundo round. O coreano escapou de uma tentativa de chave de joelho por parte do rival e emendou a saída com socos, vencendo por nocaute técnico.

Resultados do UFC FN 79:

CARD PRINCIPAL

Peso meio-médio: Ben Henderson derrotou Jorge Masvidal na decisão dividida dos juízes (47 a 48, 48 a 47 e 49 a 46);

Peso meio-médio: Dong Hyun Kim derrotou Dominic Waters por nocaute técnico aos 3min11s do R1;

Peso meio-médio: Alberto Miná derrotou Yoshihiro Akiyama na decisão dividida dos juízes (29 a 28, 28 a 29 e 29 a 28);

Peso pena: Doo Ho Choi nocauteou Sam Sicilia por nocaute técnico (socos) a 1min33s do R1;

CARD PRELIMINAR 

Peso médio: Dongi Yang derrotou Jake Collier por nocaute tecnico (socos) a 1min52s do R2;

Peso pena: Mike de la Torre derrotou Yui Chul Nam na decisão dividida dos juízes (29 a 28, 28 a 29 e 29 a 28);

Peso leve: Tae Hyun Bang derrotou Leo Kuntz na decisão dividida dos juízes (29 a 28, 28 a 29, 29 a 28)

Peso palha: Seo Hee Ham derrotou Cortney Casey na decisão unânime dos juízes (triplo 29 a 28)

Peso mosca: Fredy Serrano derrotou Yao Zhikui por nocaute técnico (lesão no cotovelo) aos 44s do R1;

Peso galo: Marco Beltran derrotou Ning Guangyou na decisão dividida dos juízes (29 a 28, 28 a 29, 29 a 28);

Peso meio-médio: Dominique Steele nocauteou Dong Hyun Kim (queda e cotoveladas) aos 27s do R3

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments