Pacquiao polemiza ao postar trecho da Bíblia que pede morte aos gays

Pugilista filipino causa nova controvérsia ao citar passagem do livro de Levítico que diz que homossexuais ‘têm de ser executados’

Pacquiao voltou a causar polêmica com os homossexuais

Pacquiao voltou a causar polêmica com os homossexuais

Veja Também

Pacquiao faz declaração homofóbica na TV e deixa fãs revoltados
Após declaração homofóbica, Nike rompe com Pacquiao

O pugilista Manny Pacquiao voltou a causar polêmica com os homossexuais. Depois de compará-los a animais e perder um importante contrato de patrocínio, o lutador filipino foi além ao postar em sua conta no Instagram um polêmico trecho da Bíblia que diz que os gays ‘têm de ser executados’.

A mensagem foi ao ar instantes após a empresa de material esportivo Nike confirmar que retirou o patrocínio de Pacquiao por reprovar suas declarações. O filipino postou uma foto ao lado de sua esposa e, na legenda, citou diversas passagens da Bíblia que afirmam que os homossexuais cometem atos abomináveis.

“Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; abominação é”, diz o trecho de Levítico, 18:22. O filipino também mencionou um outro versículo controverso do mesmo livro. “Se um homem se deitar com outro homem como quem se deita com uma mulher, ambos praticaram um ato repugnante. Terão que ser executados, com seus sangue sobre suas cabeças.” Instantes depois, Pacquiao apagou a postagem.

Aos 37 anos, Pacquiao é um dos esportistas mais populares das filipinas. Seu próximo combate, em abril, diante de Timothy Bradley, deverá marcar sua aposentadoria dos ringues.

Confira a imagem do post:

Pacquiao

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments