UFC divulga nota após prisão de Diego Brandão

Lutador foi detido sobre acusão de agredir um homem em uma boate de strip-tease com uma arma de fogo

D. Brandão (foto) vive momento complicado. Foto: Getty Images

D. Brandão (foto) foi preso nos EUA. Foto: Getty Images

O brasileiro Diego Brandão foi preso, na última sexta-feira (15), após se envolver uma confusão em uma boate de strip-tease. De acordo com o relatório da polícia, o lutador foi acusado de agredir um homem com uma arma de fogo. Brandão já pagou fiança de US$ 150 mil, cerca de R$ 528 mil, e responderá o processo em liberdade.

Veja Também

Patricky Pitbull bate Kevin Souza na estreia do Bellator na Itália
UFC Tampa: Glover Teixeira atropela Rashad Evans na luta principal

Além de problemas com a Justiça, o peso pena também terá que passar pelo crivo do UFC.

Através de uma nota oficial, o Ultimate divulgou que irá esperar a apuração da Justiça, mas pode tomar atitudes contra o atleta. A organização revela que não irá se pronunciar até que novas informações sobre o caso sejam reveladas. Mas, em casos semelhantes, lutadores da organização chegaram a ser demitidos.

Nota do UFC sobre a prisão de Diego Brandão

“Estamos cientes que o peso-pena do UFC, Diego Brandão, foi preso na sexta-feira após uma briga em um estabelecimento comercial em Albuquerque, no Novo México. Estamos no processo de coleta de mais informações e, enquanto estamos preocupados com a natureza das alegações relatadas, é importante ressaltar que Brandão terá direito a julgamento em um tribunal de direito. Não faremos mais nenhum comentário até obtermos mais informações sobre o caso”.

Além do processo na Justiça do Novo México, Diego Brandão tem que passar por outro julgamento na próxima terça-feira (19). Ele está suspenso pela Comissão Atlética de Nevada pelo uso de maconha em sua última aparição no octógono, no UFC 195, em dezembro.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments