UFC paga remoção de tumor no estômago de lutadora

Leslie Smith, primeira adversária de Cris Cyborg no UFC, enfrentou um câncer após lutar contra a brasileira em maio

L. Smith removeu um tumor que estava alojado em seu estômago. (Foto: Josh Hedges / UFC)

L. Smith removeu um tumor que estava alojado em seu estômago. (Foto: Josh Hedges / UFC)

A lutadora Leslie Smith, conhecida por ter sido a primeira oponente da brasileira Cris Cyborg no Ultimate, passou por um drama pessoal nos últimos dias. Ela revelou que estava com um tumor alojado no estômago, mas não tinha condições financeiras para custear a remoção. O UFC, ao saber do caso, levou a atleta para Las Vegas e assumiu as despesas da cirurgia para a remoção do tumor benigno, conforme declarou a própria Smith ao site norte-americano “MMA Fighting”.

“Ele (o tumor) se foi. Estou muito feliz com isso. Eu estou debatendo se devo ou não mostrar o vídeo (da cirurgia). Há uma boa chance que eu mostre o vídeo. Agora, estou com 100% de apoio em reunir a organização de combatentes”, disse Smith.

Veja Também

Equipes de McGregor e Diaz são banidas do UFC 202 após confusão
Bisping diz que Jones caiu no doping com estimulante sexual
Dana White trabalha para levar MMA as Olimpíadas

De acordo com a política adotado pelo Ultimate, a organização só tem seguro médico para os atletas em acidentes dentro do octógono, ou seja, lesões causadas em decorrência das lutas. Segundo Leslie, ela quer, juntamente com a MMAFA (Associação de lutadores de MMA dos Estados Unidos), inspirar outros atletas a buscarem seus direitos com a franquia.

“Eu estou indo ajudar a maioria dos lutadores para obter o máximo de benefícios. Espero que todos possam estar envolvidos nisso e não temos competição entre os grupos, porque eu acho que podemos trabalhar juntos. Eu espero que a minha experiência agora sirva de inspiração para os outros lutadores de ser fiel a seus corações e se levantar e dizer o que eles sabem o que precisam ser dito”, falou a norte-americana.

Leslie Smith, de 34 anos, ganhou destaque ao ser a primeira adversária de Cris Cyborg no UFC, na histórica edição 198, realizada em Curitiba, em maio desse ano. Ela tem um cartel de oito vitórias, sete derrotas e um empate. No Ultimate soma cinco aparições, com dois triunfos e três reveses.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments