UFC 202: McGregor e Nate Diaz quase brigam e precisam ser separados por policiais

Pesagem da luta principal do UFC 202 contou com diversos seguranças no palco, posicionados para evitar maiores confusões; brasileiros têm encaradas tranquilas

Diaz (esq.) e McGregor (dir.) voltaram a se desentender na pesagem do UFC 202. Foto: Reprodução / YouTube

Diaz (esq.) e McGregor (dir.) voltaram a se desentender na pesagem do UFC 202. Foto: Reprodução / YouTube

Como era de se esperar, o clima na pesagem esquentou, e muito, durante a encarada da luta principal do UFC 202. Após as equipes de Conor McGregor e Nate Diaz protagonizarem uma “guerra” de copos na entrevista coletiva antes do evento, na última quarta-feira (17), os protagonistas da noite fizeram uma encarada com muita emoção e precisaram ser contidos por Dana White e os demais presentes no palco.

Veja Também

Equipes de McGregor e Diaz são banidas do UFC 202 após confusão
Assista ao vivo à pesagem de McGregor x Diaz!
Vídeo: McGregor e Diaz quase iniciam briga generalizada antes do UFC 202
Equipe de Diaz critica comportamento ‘infantil’ de McGregor em coletiva
McGregor diz que agiu em autodefesa em confusão: ‘Temi pela minha vida’

Primeiro a se pesar, Conor, que sequer atingiu o limite de 70 quilos da categoria – ele bateu 76,2 kg -, vibrou muito em cima da balança, levantando os milhares de irlandeses presentes no local. Na entrevista pós-pesagem, disparou: “Ele tinha que ter me matado quando teve a chance. Agora vou acabar com você e seu time inteiro”, em referência ao primeiro duelo com Diaz.

Nate Diaz se pesou em sequencia e cravou 77, 3kg, fazendo cara de poucos amigos, como é de costume. Ao pegar o microfone, foi curto e direto ao dar seu recado para o rival: “Eu treinei muito para matá-lo. Agora é matar ou ser morto. Aqui é Estados Unidos, filho da p***!”, esbravejou Nate.

Na segunda luta mais importante, os meio-pesados Anthony Johnson e Glover Teixeira mantiveram o respeito que vinham apresentando durante toda a preparação para o duelo e fizeram uma encarada tranquila, assim como Rick Story e Donald Cerrone. O sempre esquentado Cody Garbrandt tentou intimidar Takeya Mizugaki, falando muito durante a encarada, enquanto o japonês apenas balançava a cabeça em sinal de afirmativo.

Os estreantes Max Griffin e Mike Perry, que enfrentam Colby Covington e Hyun Gyu Lim, respectivamente, também provocaram seus adversários. Griffin chegou a mostrar a língua para Covington, enquanto Perry enganou Lim na hora de dar as mãos e esbravejou em cima do palco. Alberto Uda, outro brasileiro no card, teve uma encarada respeitosa com o italiano Marvin Vettori. Todos os 24 atletas bateram o limite do peso.

 

CARD PRINCIPAL

Peso meio-médio (até 77 kg): Nate Diaz (77,3 kg.) vs. Conor McGregor (76,2 kg.)

Peso meio-pesado (até 93 kg): Anthony Johnson (93,2 kg.) vs. Glover Teixeira (93,2 kg.)

Peso meio-médio (até 77 kg): Rick Story (77,5 kg.) vs. Donald Cerrone (77,1 kg.)

Peso meio-médio (até 77 kg): Hyun Gyu Lim (77,5 kg.) vs. Mike Perry (76, 6 kg.)

Peso meio-médio (até 77 kg): Tim Means (77,5 kg.) vs. Sabah Homasi (77,3 kg.)

CARD PRELIMINAR

Peso galo (até 61,2 kg.): Cody Garbrandt (61,6 kg.) vs. Takeya Mizugaki (61,6 kg.)

Peso galo (até 61,2 kg.): Raquel Pennington (61,4 kg.) vs. Elizabeth Phillips (60,7 kg.)

Peso pena (até 66 kg): Artem Lobov (65,5 kg.) vs. Chris Avila (66,2 kg.)

Peso Palha (até 52,1 kg.): Randa Markos (52,6 kg.) vs. Cortney Casey (52,6 kg.)

Peso meio-médio (até 77 kg): Neil Magny (77,5 kg.) vs. Lorenz Larkin (77,4 kg.)

Peso meio-médio (até 77 kg): Colby Covington (77,5 kg.) vs. Max Griffin (77,3 kg.)

Peso médio (até 84 kg): Alberto Uda (84,1 kg.) vs. Marvin Vettori (84,1 kg.)

* Lutas que não são válidas por cinturão têm uma libra (cerca de 450g.) de tolerância do peso oficial da categoria

 

VÍDEO: ASSISTA À PESAGEM DO UFC 202

https://youtube.com/watch?v=OOVj1Zkj55M%3Fstart%3D1378

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments