Bombeiro, campeão do UFC dedica vitória a vítimas do 11 de setembro

Stipe Miocic, que defendeu cinturão no UFC 203, prestou homenagem 15 anos após maior atentado terrorista da história

Miocic (foto) se manteve  campeão dos pesados. Foto: Divulgação

Miocic (foto) se manteve campeão dos pesados. Foto: Divulgação

Veja Também

UFC 203: Miocic sobrevive a susto, nocauteia Overeem e defende cinturão dos pesados
Werdum vence namorado de Ronda em duelo cheio de polêmicas
Brasileiras vencem nas lutas de abertura do UFC 203

A vitória no UFC 203, na noite deste sábado (10), rendeu uma emoção especial para Stipe Miocic. Além de defender o cinturão dos pesados do UFC e se manter no topo de sua categoria, o lutador aproveitou a ocasião para homenagear a todas as vítimas do atentado terrorista de 11 de setembro, que completa 15 anos neste domingo.

Além de lutador profissional, Miocic atua regularmente na função de bombeiro na cidade de Cleveland (EUA), onde o UFC 203 foi realizado. Por viver diariamente as dificuldades da profissão, o atleta não se esqueceu daqueles que sofreram e que trabalharam duro nos ataques a Nova York e Washington em 2001.

“Essa vai para todos aqueles que perderam suas vidas ou seus entes queridos no 11 de setembro. E também a todos aqueles que continuam a servir, seja como bombeiro, policial, médicos socorristas e militares. Vocês são os verdadeiros heróis”, disse Miocic, em publicação feita em sua página no Facebook.

Miocic, de 31 anos, conquistou o cinturão dos pesados em maio deste ano, quando bateu o brasileiro Fabrício Werdum no UFC 198, em Curitiba (PR). Em sua primeira defesa de título, no UFC 203, o norte-americano descendente de croatas nocauteou Alistair Overeem.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments