Brasileiro pede U$ 100 mil para voltar a lutar MMA e critica McGregor

Gabriel Napão fez sua última luta em abril deste ano, quando foi nocauteado por Derrick Lewis

Napão admite que está praticamente aposentado do MMA. Foto: SUPER LUTAS

Napão admite que está praticamente aposentado do MMA. Foto: SUPER LUTAS

Ao que tudo indica, Gabriel ‘Napão’ Gonzaga está aposentado do MMA. Aos 37 anos, o veterano peso pesado, que fez sua última luta no UFC Zagreb, em abril deste ano, quando foi nocauteado por Derick Lewis no primeiro round, fez uma exigência para retornar ao octógono: U$ 100 mil dólares (cerca de R$ 324 mil). Caso contrário, sua aposentadoria está decretada.

Veja Também

“Pezão deve ser demitido do UFC”, admite empresário do lutador
Algoz de Napão fatura bônus de performance no UFC Croácia
Russo se machuca e Napão encara Derrick Lewis no UFC Croácia

“Eu não planejo voltar. Estou tomando conta da minha nova academia, Square BJJ. Se eu receber uma proposta, tem que ser uma proposta muito boa. Se não, seguirei competindo jiu-jitsu contra pessoas da minha idade. Provavelmente já estou aposentado. Eu não luto por menos de 100 mil dólares. Esse seria o meu número. Estou com 37 anos e eu não vou arriscar a minha saúde ou perder o meu tempo treinando e sofrendo para isso. Não preciso mais. Eu só vou lutar se tiver uma boa proposta e eu não acredito que qualquer torneio me queira”, admitiu ‘Napão’ em entrevista ao site norte-americano ‘MMA Fighting’.

Questionado sobre o atual cenário do MMA, o brasileiro criticou o UFC pela forma como vem conduzindo a carreira de Conor McGregor. Para Gonzaga, é vergonhoso o fato do irlandês ser alçado ao posto de ídolo do esporte.

“Ultimamente o UFC é mais como um show do que um esporte. McGregor é o maior exemplo. Eu estou envergonhado de estar em um esporte onde McGregor é o maior ídolo. Se você não gostaria que seu filho passasse a ser como o maior ídolo no seu esporte, há algo de errado com ele. E eu não acredito que alguém gostaria de ter um filho como McGregor”, concluiu.

Gabriel Napão tem um cartel profissional de 17 vitórias e 11 derrotas e construiu praticamente toda sua trajetória no Ultimate. Foram 22 lutas realizadas na organização de Dana White, com 12 resultados positivos e 10 negativos. Ele chegou a disputar o cinturão dos pesados contra a lenda Randy Couture em 2007, mas acabou sendo nocauteado no terceiro round. No entanto, o maior momento da carreira de Napão foi contra Mirko ‘Cro Cop’, quando o brasileiro nocauteou o croata com um chute na cabeça, justamente o golpe que é a marca registrada do rival.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments