Holloway alega compromissos pessoais e não garante duelo com Aldo no Brooklyn

Havaiano sugeriu que duelo ocorresse no UFC 208, dia 11 de fevereiro, mas hesitou por promessa feita ao filho

Holloway é o novo campeão interino da categoria dos penas. (Foto: Getty Images)

Holloway é o novo campeão interino da categoria dos penas. (Foto: Getty Images)

O havaiano Max Holloway conquistou o cinturão interino dos pesos penas (até 66kg) no último sábado (10), ao nocautear Anthony Pettis na luta principal do UFC 206, realizado em Toronto, no Canadá. Com a vitória, o “Abençoado”, como é conhecido, ganhou a oportunidade de enfrentar José Aldo, campeão linear da categoria.

Veja Também

UFC 206: Holloway conquista cinturão interino e desafia Aldo: “Vamos lutar no Brooklyn”
Vídeo: Assista à vitória de Max Holloway sobre Anthony Pettis no UFC 206
“Luta do ano” e nocautes de Holloway e Vannata levam os bônus do UFC 206

Ainda no octógono, na entrevista pós-luta, Holloway desafiou o brasileiro para um confronto no UFC 208, no Brooklyn, dia 11 de fevereiro de 2017. Contudo, parece que o lutador não tem muita convicção sobre seu pedido. Na coletiva de imprensa pós-evento, Max alegou que alguns “compromissos particulares” podem interferir na data do duelo.

“Eu já tive que abdicar do Dia de Ação de Graças para essa luta. Abdiquei do meu aniversário (dia 4 de dezembro) e é difícil de lutar com esse cara. Como eu disse, #ondeestawally. Me avise quando encontrá-lo. (…)  Mas veremos o que vai acontecer. Eu não quero abdicar do aniversário do meu filho e do Natal para lutar no dia 11 de fevereiro e o Aldo não aparecer. Ele tem um histórico de não aparecer para lutar, então veremos. Eu terei que falar com o Dana White primeiro. Tenho algumas contusões para curar e partiremos daí. Prometi uma viagem à Disney ao meu filho e isso certamente vai interferir”, declarou o lutador.

Ao comentar sobre o cinturão conquistado, Holloway voltou a criticar Aldo, e afirmou que ele é o verdadeiro campeão dos pesos penas.

“Pelo que eu sei, aquele filho da mãe está sempre se machucando e desistindo de lutas, então esse aqui talvez seja o cinturão verdadeiro. A maioria dos verdadeiros fãs sabem a história. O treinador do Conor (McGregor), John Kavanagh, disse que eu era o melhor peso-pena do mundo. E o José quer se aposentar, depois não quer mais…E aí ele ganha o cinturão, depois vai querer subir de categoria. A maioria dos fãs sabem da história e a maioria sabe que esse deveria ser o verdadeiro cinturão”, concluiu.

Max Holloway, 25 anos, vem de uma incrível sequência de dez vitórias na carreira, tendo superado nomes como Cub Swanson, Charles do Bronx, Jeremy Stephen e Ricardo Lamas, além, claro, de Anthony Pettis. Sua derrota foi em agosto de 2013, quando foi superado por Conor McGregor. Ao todo, são 17 triunfos e apenas três reveses como profissional.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments