Amanda exalta carreira de Ronda, mas pede que ela se aposente

Brasileira também criticou muito o técnico da ex-campeã

A. Nunes (dir) acerta R. Rousey (esq) (FOTO Josh Hedges via Getty Images)

A. Nunes (dir) acerta R. Rousey (esq) (FOTO Josh Hedges via Getty Images)

A campeã Amanda Nunes fez questão de prestar sua homenagem à ex-dona do cinturão Ronda Rousey, a quem venceu na luta principal do UFC 207. A brasileira reconheceu a importância da norte-americana a ajudar o MMA feminino a entrar no Ultimate, mas pediu que sua vítima considere a aposentadoria.

Veja Também

Amanda Nunes atropela Ronda Rousey em 48 segundos e faz história no UFC 207
Amanda Nunes lidera vencedores de bônus do UFC 207
Vídeo: Assista ao massacre de Amanda Nunes sobre Ronda Rousey no UFC 207

“Eu disse para Ronda que ela havia feito muito pelo esporte e a agradeci muito.Rousey ainda é o maior nome da divisão. Ela já é milionária, não entendo o por quê de ela continuar fazendo isso. Ela precisa se aposentar”, comentou a Leoa em entrevista coletiva pós-evento.

Amanda fez questão de criticar o principal treinador de sua vítima, o armênio Edmon Tarverdyan, especializado no boxe. Para a campeã, o técnico fez com que Rousey achasse que era uma boxeadora de alto nível.

“O técnico de Ronda colocou uns pensamentos malucos na cabeça dela e, a partir daí, sua carreira começou a cair. Eu sou a trocadora aqui e não ela. Eu me sinto um pouco mal por ela”, declarou Amanda.

A brasileira chegou à sua sétima vitória no UFC, com apenas um revés. Só em 2016, foram três triunfos: contra Valentina Shevchenko, Miesha Tate, em luta que lhe deu o título, e agora diante de Ronda Rousey.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments