Bisping detona ‘cena’ de Weidman contra Mousasi: “Vencedor do Oscar”

Campeão dos médios ironizou a polêmica derrota de Weidman para Mousasi no UFC 210

Bisping criticou Weidman. (Foto: MMAjunkie)

Bisping criticou Weidman. (Foto: MMAjunkie)

A polêmica derrota de Chris Weidman para Gegard Mousasi no UFC 210, realizado no último sábado (08), em Buffalo (EUA), segue rendendo assunto no meio do MMA. Michael Bisping, desafeto declarado do ex-campeão, não poupou críticas e ironizou o rival, insinuando que o norte-americano estava ‘fingindo’ possíveis danos durante o combate.

Veja Também

Equipe de Weidman dispara contra Mousasi: ‘ Aquele filho da p*** é um b**** sujo”
Weidman vai apelar de derrota polêmica para Mousasi no UFC 210
Empresário revela que Jacaré irá ‘testar o mercado’ após última luta do contrato com o UFC

”No começo, aparentemente, eram dois golpes ilegais, e o Weidman pensou que eram cinco minutos, mas convenhamos, estamos falando de um vencedor do Oscar. Ele estava deitado lá, achou que tinha cinco minutos, mas estava rolando no chão, coçando a cabeça. Ele estava com uma ótima atuação lá, ele inclusive rolou de joelhos quando estava de costas (…) O que aconteceu foi o benefício do replay em câmera lenta, eles seguraram um minuto porque as joelhadas foram legais. Agora, porque ele estava atuando e se fingindo de lesionado, a comissão disse ‘não, você não vai continuar’ e deram TKO. Eu não sei se foi a decisão certa, mas Weidman estava tentando ganhar por desclassificação ou, no mínimo, tentando que o Mousasi perdesse um ponto”, declarou o campeão, durante a edição do seu podcast ‘Believe You Me’.

Bisping aproveitou para lembrar um episódio parecido que aconteceu em seu duelo contra Anderson Silva, em fevereiro de 2016. Na ocasião, o brasileiro acertou uma joelhada voadora no inglês no exato momento em que a buzina do round soou, causando muita reclamação do Spider, que alegava que havia nocauteado o inglês.

”Eu lutei com o Anderson Silva. No final do terceiro round, meu protetor bucal caiu, ele voou e aplicou uma joelhada, que abriu cortes na minha cara inteira. Eu estava no chão, porque ele me deu a joelhada e a buzina tocou. Eu rolei no chão falando ‘mamãe, mamãe, me ajude’? Não! Eu levantei, limpei o sangue do meu rosto, coloquei o protetor bucal, respirei, tomei um gole d’água e voltei para lutar. Não rolei no chão como uma p*** esperando que a comissão me desse a vitória sem motivo, foi o que ele (Weidman) fez”, concluiu.

O lance que culminou com a derrota do ex-campeão se deu início após o árbitro Dan Miragliotta interromper a luta por uma suposta joelhada ilegal de Gegard. Contudo, o juiz, ao ver o lance no replay, mudou de ideia em seguida, mas foi avisado pelos médios, que fizeram uma avaliação em Weidman e decidiram que norte-americano estava impossibilitado de prosseguir, decretando, assim, o fim do combate.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments