Lutadora que levou soco de Cyborg diz que prestou queixa à polícia

Angela Magaña se envolveu em confusão com lutadora brasileira durante evento realizado pelo UFC no último fim de semana

A. Magaña não perdeu dentes (Foto: Reprodução Instagram/A. Magaña)

A. Magaña não perdeu dentes (Foto: Reprodução Instagram/A. Magaña)

A norte-americana Angela Magaña, que foi agredida por Cris Cyborg no último domingo (21) durante evento do UFC para os lutadores, revelou que prestou queixa à polícia contra a brasileira. Em postagem através de seu Twitter oficial, a lutadora confirmou que dirigentes do Ultimate chamaram policiais ao local da agressão e postou uma foto sua sorrindo, mostrando que a ex-campeã do Invicta não lhe tirou nenhum dente com o soco.

Veja Também

Cris Cyborg dá soco em americana durante evento promovido pelo UFC
Dana White afirma que St. Pierre lutará pelo cinturão dos meio-médios
Vitor Belfort garante que irá continuar lutando após deixar o UFC

“Só para deixarmos tudo às claras, eu não chamei os policiais, foi o UFC que fez isso. Mas eu decidi prestar queixa após uma consulta com a organização. Eu ainda estou com meus dentes”, comentou Magaña, que algumas horas depois foi obrigada a se explicar após receber críticas de fãs nas redes sociais.

“Eu nunca disse que estava processando Cyborg, seus idiotas. Eu disse que advogados estavam me ligando. É normal processar alguém por falar besteira, mas não por agressão? Um “bully” é alguém que toma esteroides para lutar contra pessoas menores. O efeito colateral disso é ter uma aparência masculinizada. Eu apenas expus fatos”, declarou a norte-americana, tentando explicar as provocações feitas à aparência da brasileira.

O incidente começou quando Cris Cyborg encontrou com Magaña no evento que o UFC produziu para seus atletas, e tentou tirar satisfações com a norte-americana por conta das provocações. Angela, então, fez pouco do confronto e xingou a brasileira. Cyborg, então, lhe acertou um soco, mesmo com lutadores como Chris Weidman tentando impedi-la.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments