Lutador do UFC é condenado por agredir mulheres em festa

Arnold Allen alegou estar protegendo a namorada, foi condenado a cinco meses de prisão, mas não precisará cumprir tempo de reclusão

A. Allen não precisará ser preso (Foto: Facebook/Arnold "Almighty" Allen)

A. Allen não precisará ser preso (Foto: Reprodução Facebook/Arnold “Almighty” Allen)

O peso pena do UFC Arnold Allen foi sentenciado nesta semana a cinco meses de prisão, mas não precisará cumprir tempo de reclusão se permanecer fora de confusões nos próximos 12 meses. O inglês se envolveu em uma confusão em festas de Natal no fim do ano passado e foi acusado de agredir seis mulheres, além do dono do local onde a comemoração estava sendo feita. As informações são do jornal inglês “Ipswich Star”.

Veja Também

Dillashaw questiona lesão nas costas do campeão Garbrandt
Bellator anuncia contratação de Mike Goldberg, ex-narrador do UFC
Mãe de Jon Jones morre aos 55 anos de idade, vitima de diabetes

Ao admitir culpa nas alegações, Allen evitou uma pena ainda mais dura, mas terá que ficar em casa durante a noite por um mês e pagar em torno de R$ 13.180 em indenizações para as vítimas de suas agressões, além de fazer 150 horas de trabalhos comunitários.

O lutador alegou estar inicialmente protegendo sua namorada, que estava envolvida em uma briga com outra mulher em Ipswich, cidade do interior inglês. Então, Allen se envolveu em mais confusões, admitindo o fato e colocando a culpa no fato de estar bêbado. Um dos agredidos pelo peso pena foi o dono do local da festa, Andrew Hayward-Farmer, que estava tentando separar a briga entre a namorada de Allen e a outra mulher. Quando outras pessoas tentaram impedir o lutador de bater em Hayward-Farmer, ele se desvencilhou delas e acertou golpes em outras mulheres.

Aos 23 anos, Allen é uma das grandes promessas do MMA inglês. Ele está invicto no Ultimate, com três vitórias, e tem 12 triunfos e apenas uma derrota no seu cartel profissional. Depois do ocorrido, “Almighty” chegou a atuar pelo UFC, vencendo Makwan Amirkhani no UFC Londres, de março deste ano.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments