Com contrato com o UFC perto do fim, Cyborg recebe licença para lutar boxe

Comissão Atlética da Califórnia (CSAC) concedeu licença para Cyborg atuar no boxe; contrato com UFC se encerra em outubro

Cyborg pode migrar para o boxe (Foto: Reprodução/Facebook UFC)

Cyborg pode migrar para o boxe (Foto: Reprodução/Facebook UFC)

Cris Cyborg está cada vez mais próxima de trocar as luvas de MMA pelas luvas de boxe. Nesta quarta-feira (06), Comissão Atlética da Califórnia (CSAC) concedeu a licença para a curitibana praticar a nobre arte. O contrato de Cyborg com o UFC se encerra em outubro, mas ela já pode negociar com outras organizações.

Veja Também

No Cristo Redentor, Cyborg explica desafio a Holm e critica Ronda
Cyborg ignora desafio de Zingano e pede luta contra Holly Holm

De acordo com informações do site “MMA Fighting”, Cyborg já teria, inclusive, cadastro feito na federação de boxe da CSAC. Ela estaria se preparando para atuar na divisão dos pesos-médios juniores de boxe feminino (até 69,8kg).

Cris Cyborg, 31 anos, conquistou o cinturão peso pena feminino do UFC em julho passado, quando nocauteou Tonya Evinger na edição 214. Antes, ela havia realizado duas lutas no Ultimate, ambas em peso casado (até 63,5kg). A estreia aconteceu no UFC 198, em Curitiba, em maio de 2016, quando nocauteou Leslie Smith. Na sequência, nocauteou Lina Lansberg no UFC Brasília, em setembro passado. Ao todo, Cris tem um cartel com 18 vitórias – 16 delas por nocaute -, uma derrota e uma luta sem resultado.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments