Gastelum teria recusado luta principal do UFC Belém contra Romero

Agente do lutador cubano revelou recusa do norte-americano, que lutou contra três ex-campeões em 2017

K. Gastelum (foto) recusou luta no Brasil (Foto; Reprodução Facebook Kelvin Gastelum)

K. Gastelum (foto) recusou luta no Brasil (Foto; Reprodução Facebook Kelvin Gastelum)

O peso médio Kelvin Gastelum recusou um duelo contra Yoel Romero, que seria marcado como atração principal do UFC Belém do próximo dia 3 de fevereiro, na capital paraense. Quem garante é o agente do atleta cubano, Malki Kawa. Através de sua conta pessoal no Twitter, o empresário fez uma velada crítica a Gastelum ao revelar que ele havia recusado um duelo com seu cliente. Seria a primeira vez que dois estrangeiros fariam a luta principal de um show no Brasil.

Veja Também

Dana White admite ‘tristeza’ com novo doping de Anderson Silva
St. Pierre abre mão de cinturão e Whittaker é o novo campeão dos médios
UFC Fresno: Brian Ortega finaliza Cub Swanson e pede chance por cinturão

“Uau! Gastelum acabou de recusar a luta com Romero. Inacreditável. A qualquer hora e em qualquer lugar? De verdade?”, provocou Kawa, que também trabalha com os campeões Demetrious Johnson e Tyron Woodley, além do ex-dono do cinturão meio-pesado Jon Jones.

Em 2017, Kelvin Gastelum lutou contra três ex-campeões do peso médio, vencendo Vitor Belfort em Fortaleza (em luta que eventualmente ficou sem resultado), perdendo para Chris Weidman nos Estados Unidos, e fechando o ano com um nocaute espetacular sobre Michael Bisping, no UFC China do fim do mês passado.

Após sua luta com Belfort em Fortaleza, Gastelum foi pego em exame antidoping por uso de maconha em período de competição e teve sua vitória diante do brasileiro transformada em No Contest (sem resultado). Muito querido pelos fãs brasileiros, Kelvin admitiu que não queria mais lutar no Brasil pois acredita que foi tratado injustamente no caso pelo STJDMMA (Superior Tribunal de Justiça Desportiva de MMA).

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments