Técnico diz que St. Pierre pode voltar a se aposentar

Ex-campeão do UFC sofreu com colite, infecção no intestino, durante preparação para retorno ao MMA

St. Pierre pode deixar o MMA de vez (Foto: Reprodução Facebook ufc)

St. Pierre pode deixar o MMA de vez (Foto: Reprodução Facebook ufc)

Pouco mais de um mês após ganhar o cinturão peso médio do Ultimate em cima de Michael Bisping, Georges St. Pierre anunciou que abdicou do título em favor do campeão interino, que se tornou linear, Robert Whittaker. GSP indicou que precisaria cuidar de uma doença e que não poderia defender o cinturão em tempo hábil e preferia não deixar a divisão presa. Porém, o problema pode ser mais sério do que se imaginava e forçá-lo a se aposentar.

Veja Também

Dana White ‘sabia’ que St. Pierre abdicaria do cinturão dos médios
Covington compara Woodley a Forrest Gump: ‘Correu de mim’
UFC pode processar Pacquiao por negociar com McGregor

Quem aponta a possibilidade é John Danaher, técnico de jiu-jitsu do canadense. Um dos principais instrutores da academia de Renzo Gracie em Nova York, Danaher admitiu que uma colite, infecção no intestino grosso, pode deixar GSP fora do MMA em definitivo.

“É possível (que ele se aposente de vez). Definitivamente possível. Não quero dizer sim ou não porque essa é uma decisão pessoal que Georges tem que tomar. E mais do que isso, tem que ser algo bem pensado e não decidido no calor do momento. Essa é uma decisão que altera sua vida, então tem que ser tomada com base na reação que ele terá com os remédios que está tomando para a colite. Pelo que entendi, os medicamentos demoram um bom tempo para fazer efeito, então teremos que esperar”, comentou Danaher, em entrevista ao programa The MMA Hour, garantindo que seu pupilo estava muito determinado para retornar ao UFC e lutar mais.

“Eu não gosto de ver as pessoas lutando porque eles sentem que precisam lutar. Esse é um esporte muito, muito difícil. Não acho que muitas pessoas têm ideia do rigor que é preciso para se preparar para uma luta no nível mais alto (…) Sei que teve uma luta, contra Hendricks, em que ele não estava tão motivado. Mas aqui, contra Bisping, houve uma tremenda motivação, que só foi freada pelos limites físicos impostos pela colite”, apontou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments