Johnson aceita superluta com Dillashaw, mas em ‘grande evento’

Campeão peso mosca avisa que defende cinturão contra rival apenas se for em card numerado

D. Johnson fala sobre superluta (Foto: Reprodução Twitter ufc_brasil)

Após muita resistência, o campeão peso mosca Demetrious Johnson parece finalmente estar se abrindo à possibilidade de defender seu cinturão contra TJ Dillashaw, atual campeão peso galo. O norte-americano admitiu que poderia enfrentar o rival, mas avisou que só aceita o confronto caso ele ocorra em uma grande evento, onde ele possa ganhar pontos por pay-per-view.

Veja Também

Cormier e Miocic avançam no ranking peso por peso do UFC
Cormier marca aposentadoria para o início do ano que vem
Nate Diaz marca retorno e é desafiado por Lee e Alvarez

Em entrevista à emissora norte-americana ESPN, “Mighty Mouse” admitiu que o duelo com Dillashaw é o que todos querem ver e, por isso, estava disposto a fazer o combate acontecer.

“Essa é a superluta que todo mundo quer ver. Acho que eu e TJ estamos prontos para fazer essa luta acontecer. Queremos apenas ter certeza que será em um grande evento. Queremos ter certeza de que nos beneficiaremos de grandes compras de pay-per-view. Eu acho que mereço isso e ele merece também”, comentou Johnson.

Tradicionalmente, os campeões têm direito a uma porcentagem da venda de pay-per-views e, por isso, Mighty Mouse quer lutar no mesmo dia de um dos grandes nomes do UFC, para garantir que ele irá ganhar o máximo possível.

“Eu gostaria que outro atleta fizesse a luta principal, alguém que vai trazer muitas compras de pay-per-view. Na minha opinião, é isso que tem segurado a luta. Eu vi caras chegando em cards maiores de pay-per-view e fazendo milhões de dólares, lutando contra oponentes inferiores àquele que eu irei enfrentar. Eu e TJ poderíamos lutar em um card menor, fazer 275 mil vendas de pay-per-view e ganhar um cheque de US$ 75 mil. Meus empresários disseram para eu esperar o grande evento”, explicou.

Notícias relacionadas