Cormier diz que vitória sobre Miocic o coloca como melhor da história

Norte-americano ainda comparou duelo com campeão peso pesado com 'uma montanha difícil de ser escalada'

D. Cormier pretende deixar legado em julho (Foto: Reprodução Facebook ufc)

Daniel Cormier terá a oportunidade, no dia 7 de julho, de se tornar bicampeão do UFC em duas categoras diferentes. Atual dono do cinturão meio-pesado da companhia, o norte-americano enfrentará Stipe Miocic pelo título peso pesado e poderá repetir o feito de Conor McGregor ao ter dois cinturões simultaneamente. Para DC, o feito poderá torná-lo o maior lutador de todos os tempos.

Veja Também

Jacaré espera luta pelo título: ‘Não tem outro caminho’
Musa do UFC aceita pedido e fica noiva de lutador
Nova estrela da WWE, Ronda não descarta volta ao UFC: ‘Eu não duvidaria’

Em entrevista ao programa The MMA Hour, Cormier acredita que o ineditismo do seu feito será o suficiente para colocá-lo à frente de nomes como Anderson Silva, Georges St. Pierre e seu arquirrival Jon Jones.

“Se eu ganhar esta luta no dia 7 de julho, serei o maior de todos os tempos. Eu terei feito algo que nunca ninguém ouviu falar. E isso é algo que eu sempre busquei. Sempre busquei algo do tipo, mesmo nas lutas com Jon Jones. Sempre falei que, se vencesse Jones, eu seria o maior de todos os tempos. Então acredito que, se eu conseguir vencer mais um cinturão, algo que é tão louco que ninguém nunca tentou, então estarei ao menos na conversa para o melhor de todos os tempos”, ponderou o norte-americano, admitindo que não terá vida fácil contra Miocic.

“Quando penso em uma luta com Stipe Miocic, penso em uma luta muito dura e uma montanha difícil de ser escalada. Mas a verdade é que sempre falei de competição e legado, então quando se pensa em legado, se eu conseguir vencê-lo, não há como negar meu significado para o esporte e o que eu vou deixar para trás quando me aposentar”, disse.

Notícias relacionadas