Cat Zingano garante estar 100% para enfrentar Ketlen Vieira no UFC 222

Mesmo após 21 meses parada, "Alpha Cat" se diz preparada para lutar e sonha com o cinturão

Alpha Cat está preparada para lutar / Reprodução Twitter

Cat Zingano está determinada  para lutar com a brasileira Ketlen Vieira no UFC 222, evento que acontece no próximo sábado (03), em Las Vegas. Mesmo estando a 21 meses sem entrar no cage por conta de lesões, a norte-americana diz estar 100% para sua próxima luta. 

Veja Também

Edson Barboza afirma que sonho de se tornar campeão continua vivo
Edgar responde McGregor: ‘Ele quer lutar comigo? Seria ótimo’

“Estou super animada. Estava esperando por esta fome e esta empolgação se alinharem da forma que se alinharam, e da forma como trabalhei para isso. Estou muito empolgada em estar aqui e em voltar, e para fazer o que vim fazer”, disse em entrevista concedida ao Revista Combate.

As semelhanças na carreira da atleta são enormes. Em 2014, ela voltou a lutar após sofrer uma grave lesão no joelho esquerdo, que a afastou dos ringues por mais de um ano. Em sua volta, ela derrotou a Amanda Nunes e conquistou a chance de disputar o cinturão contra a então campeã Ronda Rousey.

“Alpha Cat” sonha com outra vitória sobre uma brasileira em ascensão, como em 2014 e com isso ter uma nova chance de disputar o cinturão das peso galo. Desta vez contra a atual dona do título Amanda Nunes.

“Acho que tanto eu quanto Ketlen conquistamos muita coisa. Nas últimas duas lutas, não tive a mão levantada, mas não muda o fato que fiz o que fiz neste esporte. Ela está obviamente crescendo e se saindo muito bem no ponto onde está. Ambas estamos de olho no title shot, acredito que esta é uma verdadeira luta pelo posto de desafiante número 1, ambas têm capacidade para isso. É hora de medirmos forças e vermos qual das duas vai atrás do cinturão em seguida.”

Para Ketlen este será seu maior desafio, pois a americana conta com um currículo invejável. Com 35 anos e 11 lutas profissionais no MMA, além de uma disputa de cinturão do UFC e várias superações por conta de lesões, não há nada que Cat já não tenha enfrentado.

Notícias relacionadas