Wanderlei Silva se reúne com Atlético Paranaense para levar Bellator à Arena da Baixada

Wand se encontrou com o dirigente Mario Celso Petraglia para negociar superevento do Bellator no Brasil; O 'Cachorro Louco' quer revanche com Sonnen em casa

Wanderlei (esq.) ao lado de Mario Celso Petraglia. Foto: Reprodução / Instagram

O namoro entre Bellator e Brasil é antigo, mas a organização deu um importante passo para realizar sua primeira edição no país em 2018 com a ajuda de um grande embaixador: Wanderlei Silva. E, ao que tudo indica, o evento deve ser um dos maiores já promovidos pela franquia presidida por Scott Coker. Nesta quinta-feira (08), Wand se reuniu com o com o presidente do Atlético-PR, Mario Celso Petraglia, para tratar sobre uma edição do Bellator na Arena da Baixada.

Veja Também

Darren Till desafia Rafael dos Anjos para luta no UFC 224, no Rio de Janeiro
Overeem encara Curtis Blaydes no UFC 225, em Chicago

Sem entrar em detalhes, Wand usou sua conta no Instagram para revelar que entraria em reunião com o dirigente do Atlético Paranaense. Ao final, ele divulgou fotos ao lado de Petraglia e se mostrou empolgado com o resultado do encontro.

“Hoje foi dia de reunião com Petraglia @atleticoparanaense  para realização do @bellatormma Brasil / Curitiba 2018. Feliz em trazer esse grande Evento para minha cidade”, escreveu o ‘Cachorro Louco’, que deseja ter a revanche contra Chael Sonnen como principal atração da estreia do Bellator no Brasil.

Caso seja confirmado, o evento na Arena da Baixada seria o maior já promovido pelo Bellator em toda sua história. Atualmente, a franquia tem um recorde de 13.209 pagantes, na edição 148, em novembro de 2016. Vale ressaltar que a Arena já recebeu o maior card do Ultimate no Brasil: O UFC 198, em maio de 2016. Na ocasião, o evento registrou um total de 45.207 pessoas e trouxe nomes como: Cris Cyborg, Ronaldo Jacaré, Vitor Belfort e Mauricio Shogun .Na luta principal, Stipe Moicic tomou o cinturão dos pesados de Fabrício Werdum.

Notícias relacionadas