Lutador que pisou em rival pede desculpas e diz: ‘É decepcionante ver isso’

Drew Chatman foi suspenso por 90 e teve sua bolsa de US$ 500 retida pela Comissão Atlética da Califórnia como forma de punição

Drew Chatman se desculpa por pisar no rival no chão. Foto: Reprodução / Twitter

O dia 23 de março ficará marcado para sempre na carreira de Drew Chatman. O lutador, que fazia sua estreia no MMA, no evento Legacy Fighting Alliance (LFA), ganhou as manchetes dos principais sites especializados do mundo quando subiu no adversário nocauteado para comemorar a vitória (veja no player abaixo). O fato gerou sua desclassificação do combate e uma suspensão junto a Comissão Atlética da Califórnia, entidade que sancionou o evento. Mas alguns dias após a atitude impensada, Chatman não esconde seu arrependimento.

Veja Também

Vídeo: Lutador sobe em rival para comemorar ‘autonocaute’ e perde por desqualificação
Brasileira Virna Jandiroba conquista cinturão peso palha do Invicta FC
Josh Barnett comprova doping contaminado e está liberado para lutar

Em entrevista ao site norte-americano MMA Fighting, o lutador reconheceu o erro e pediu despediu desculpas a Irvins Ayala, que ele chamou de ‘bom adversário’. Drew ainda pediu perdão ao Legacy e a Comissão Atlética da Califórnia.

“Quero pediu desculpas ao Irvins Ayala. Ele foi um bom adversário, mostrou coração. Não tive uma boa atitude como artista marcial. Quero me desculpar com a Comissão Atlética da Califórnia, porque eles estabelecem as regras e fazem isso muito bem. Também me desculpo com o LFA, porque me deu uma ótima oportunidade para eu mostrar minhas habilidades. Não vou fazer o papel de vítima, porque quando você olha, vê que a vítima, na realidade, é o Irvins Ayala. Foi uma infelicidade, não tinha que acabar desta maneira. A realidade é que eu errei, não estou tentando ficar famoso com isso, porque sou um artista marcial”,  afirmou o lutador.

Chatman, que receberia uma bolsa de US$ 500, cerca de R$1.650, pela apresentação, teve o pagamento retido pela Comissão Atlética da Califórnia. Apesar não receber nada pela luta, o atleta diz concordar com a decisão da entidade.

“Deixe-me ser honesto, eu não mereço ser pago. É decepcionante assistir isso. minha mãe teve que ver. Pessoas que se inspiram em mim tiveram que assistir. Eu não sou campeão, mas superei muitas coisas e me tornei uma coisa que não pensava que me tornaria. (…) Regras são regras e, no fim das contas, quando você olha para o que aconteceu, você diz ‘Ok’ por eles terem suspendido meu pagamento e por me suspenderem por 90 dias. Tenho que olhar para trás e viver com esse arrependimento todos os dias”, declarou.

Apesar de reconhecer o erro e até abrir mão de sua bolsa, Drew Chatman garante que não teve intenção de pisar em Irvins Ayala. Segundo o lutador, ele estava apenas eufórico por sua primeira vitória como profissional e comemorou como fez em suas apresentações como amador.

“Eu normalmente comemoro as minhas lutas. Se você assistir minhas lutas amadoras, eu estou sempre dando mortais, piruetas ou qualquer coisa. Eu não pensei antes de fazer. Eu apenas pulei e fiz um mortal. Foi quase como se eu tivesse feito subconscientemente uma coisa que eu sempre faço quando venço”,encerrou Drew.