Cezar Mutante comemora luta contra Karl Roberson no UFC Rio

Em grande fase, lutador retorna à cidade com boas lembranças para o UFC 224, dia 12 de maio, em busca de nova vitória

Mutante comemora retorno no UFC Rio. Foto: Divulgação / UFC

Conhecida mundo afora como “Cidade Maravilhosa”, o Rio de Janeiro oferece experiências inesquecíveis a seus visitantes. Cezar Mutante é mais um que guarda boas lembranças de quando esteve na cidade, principalmente quando em ação no octógono. No dia 12 de maio, pelo UFC 224, ele retorna ao Rio em busca de mais uma vitória na categoria peso médio (até 83,9 kg) diante do norte-americano Karl Roberson, e o foco é ter mais uma boa recordação da nova visita.

Veja Também

Vitor Miranda encara ‘dono da casa’ no UFC Hamburgo
Após defesa de cinturão no ONE, Bibiano Fernandes afirma: ‘Completei todos os desafios que restavam’
Klidson de Abreu defende título contra Matt Baker no Brave 11

Foi no Rio de Janeiro onde Cezar Mutante iniciou sua trajetória no UFC, em 2012, ainda nas gravações da primeira edição brasileira do reality show The Ultimate Fighter, o TUF Brasil. Após a conquista do título do programa, ele voltou à cidade para o UFC 163 e finalizou rapidamente o compatriota Thiago Marreta. Cinco anos e 10 lutas depois, o retorno ao Rio.

“Estou com as melhores expectativas para voltar ao Rio e lutar diante dos fãs brasileiros. É uma sensação diferente, que empurra o lutador em busca da vitória, então estou muito empolgado para o UFC 224. Quando me ofereceram lutar no Rio, não quis nem saber contra quem seria, só pedi ao Hercules Ribeiro, meu manager, para mandar o contrato e avisei que estava dentro. Considero que o Rio seja um lugar que me faz bem, e espero ter mais um grande triunfo na cidade”, avisa o representante da equipe MMA Masters.

Os números e as recentes boas apresentações colaboram para a confiança de Cezar Mutante. Nos últimos dois anos, foram cinco lutas pelo UFC, sendo quatro vitórias e uma polêmica derrota por pontos contra Elias Theodorou. Em seu último combate, em novembro do ano passado, o paulista superou o ex-campeão do Strikeforce Nate Marquardt, seu oitavo resultado positivo dentro do octógono, o décimo segundo na carreira profissional.

Do outro lado do cage, Mutante terá um invicto adversário. Karl Roberson exibe seis vitórias em seis lutas na carreira, mas seu jogo já está mapeado pelo brasileiro. “O Roberson é um cara bem duro, que é bem conhecido no kickboxing. Ele também está em boa fase, chegou com tudo no UFC, então eu não tenho dúvidas que faremos uma grande luta. Já sei os pontos fortes e fracos dele, e estou me preparando para colocar meu jogo em prática e neutralizar o dele”, revela.

Além da energia positiva que lutar no Rio emana e a boa fase dentro do octógono, Cezar Mutante tem mais um motivo para fazer de seu próximo embate algo especial. O UFC 224 recebe também a luta de despedida de Vitor Belfort, companheiro de longa data do paulista. O “Fenômeno” terá pela frente Lyoto Machida.

“Será muito legal estar no card da luta de despedida do Vitor, será uma emoção muito grande. Aprendi muito com ele, que é um cara que tenho muita gratidão por tudo que ele me ajudou na vida profissional e pessoal. Me espelho nele, e hoje procuro fazer para outros lutadores tudo o que ele fez por mim. Estarei na torcida pelo Vitor, e espero que ele consiga uma grande vitória para encerrar seu ciclo no UFC da melhor maneira possível”, projeta.

 

Notícias relacionadas