Amanda Nunes tem perder mais de 6kg até a pesagem na sexta-feira

O corte de peso está cada vez mais difícil para a campeã. Desta vez a meta é 6,3 kg em 48 horas

Amanda ainda tem que perder 6kg para o UFC 224. Foto: Reprodução / Facebook @ufc

Para muitos lutadores o corte de peso para se enquadrar na categoria é difícil. Para a lutadora brasileira, Amanda Nunes não é diferente. Durante o treino aberto do UFC Rio 9, a campeã peso galo feminino afirmou que precisa perder mais de seis quilos até a pesagem de sexta-feira (11).

Em entrevista para o site Combate.com, Amanda afirmou que vai começar mais cedo a perda de peso. “Agora tenho que perder uns 6,3 kg. Hoje devo começar um pouco mais cedo, porque senti um pouco na última. Tive que ficar até 3h da manhã para perder o último quilo. Para esse de agora, vou começar bem mais cedo”, contou

Veja Também

UFC 224: Confira as chances de Elizeu Capoeira, Davi Ramos, Júnior Albini e Cézar Mutante
O UFC 224: Saiba porque apostar nos brasileiros no card preliminar

A perda de peso para chegar aos 61,2kg tem sido cada vez mais difícil para a Leoa. “A cada luta eu fico mais preocupada com o peso. Não sei se é porque estou ficando velha e vai ficando mais difícil de perder peso. Mas, assim, estou mantendo minha dieta, comendo bem, com acompanhamento da nutricionista. Chega um período em que se torna um saco perder peso, ficar mantendo dieta. Está tudo bem. Pretendo dar um rolê depois da pesagem, atender os fãs, comer um chocolate, ficar bem. Na minha dieta não tem como. Tem que ter chocolate. Eu já aviso sempre. Pode ser o mais natural possível, um “browniezinho”. Qualquer coisa. Mas tem que ter chocolate”, disse Amanda.

Carreira da campeã

A lutadora brasileira quer manter o cinturão por muito tempo e quebrar o recorde de Ronda Rousey (7 defesas de cinturão). Amanda coloca o cinturão em disputa pela terceira vez contra Raquel Pennington.

“Eu quero que as pessoas lembrem de Amanda Nunes como uma atleta completa, que tem uma trocação boa, um chão bom. Quero que as pessoas tenham essa visão de mim e que eu fique marcada na história como uma atleta completa. Eu fiz por onde. Lutei com as melhores e fiz o que nenhuma outra atleta fez dentro do octógono. Nocautes, finalizações. É isso que quero deixar como marca”, concluiu.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário