André Galvão anuncia aposentadoria no jiu-jitsu após 20 anos de carreira

A super luta no ADCC 2019 contra Felipe Preguiça deve ser sua última luta em competição na arte suave

O pentacampeão como faixa-preta, A. Galvão faz sua última luta no ADCC 2019. Foto: Reprodução/Instagram André Galvão

Multicampeão no jiu-jitsu, André Galvão decidiu se aposentar na arte suave após 13 anos de competições como faixa preta. Ele conquistou vários títulos mundiais de jiu-jitsu como faixa preta com e sem quimono. A luta de despedida será no ADCC de 2019 contra Felipe Preguiça na Califórnia, nos Estados Unidos.

Em entrevista para o site Tatame, Galvão afirmou que a partir de agora, o brasileiro vai trabalhar com exclusividade Atos Jiu-Jitsu como mentor e treinador de seus representantes. “Eu quero ter certeza de que eles não sejam apenas campeões no tatame, mas que eles possam superar desafios, se tornando uma pessoa melhor, vivendo o sonho deles, assim como eu vivo o meu sonho.”

Veja Também

Vídeo: Duelo entre Chael Sonnen e André Galvão é destaque no trailer do Metamoris 4
Anderson Silva assiste e Chael Sonnen é finalizado por André Galvão

“Minha carreira como atleta é linda. Não tenho mais nada pra provar como lutador. Agora quero focar na minha família, no futuro da minha carreira como coach e empreendedor, quero continuar fazendo história no Jiu-Jitsu de uma outra forma. Estou me sentindo muito bem, em uma excelente forma física e muito saudável. Não tenho nenhuma lesão séria, foi uma decisão baseada em minha prioridade a partir de agora”, explicou André sobre a decisão da aposentadoria.

O lutador brasileiro é um grande exemplo no jiu-jitsu e quer com a aposentadoria poder inspirar pessoas. “São mais de 20 anos de dedicação ao esporte como atleta. Acho que conquistei muita coisa. Acho que eu inspirei muita gente, muito atleta e pessoas que não são atletas, dentro e fora dos tatames. Serei sempre um motivador de todo nosso esporte. Fiz o que ninguém fez até hoje, que foi ser campeão mundial lutando, fazendo coach e como líder. Construí uma história no esporte, me dediquei ao máximo, quero ser um exemplo para o resto da minha vida, inspirando muitas pessoas. O legado que deixo como atleta é esse: você é capaz de conquistar, acredite”, contou.

André Galvão utilizou as redes sociais para anunciar a despedida das competições nos tatames.

IBJJF: Blue Belt: 2001 Silver, 2002 Gold; Purple Belt: 2003 Double Gold (Middle & Absolute); Brown Belt: 2004 Double Gold (Middle & Absolute); Black Belt: 2005 Gold, 2006 Silver, 2007 Gold (Closed out); 2008 Gold, from 2009-2011 MMA,2012 didn’t compete to coach my team 2013 Bronze, 2014 Gold, 2015 I didn’t compete also, 2016 Gold; 2017 Gold…+ Team Title 🔥#11X World Champion total…#5x Black Belt World Champion || could be 6 if I counted the year I closed out ⚔ I’ve won 11 World Titles out of 12 participations. #PraiseGod #Jesus @maedabrand @choke_republic @atosjiujitsuhq 🇧🇷 IBJJF: Faixa Azul: Prata 2001, Ouro 2002; Faixa Roxa: Ouro Duplo 2003 (Médio e Absoluto); Faixa Marrom: Ouro Duplo 2004 (Médio e Absoluto); Faixa Preta: Ouro 2005, Prata 2006, Ouro 2007 (fechei com parceiro de equipe); 2008 Gold, de 2009-2011 MMA, 2012 não competi para treinar minha equipe 2013 Bronze, 2014 Gold, 2015 Eu não competi também, 2016 Gold; 2017 Ouro … + Título da Equipe 🔥 # 11X Campeão Mundial total … # 5x Campeão Mundial Black Belt || poderia ser 6 na preta se eu contasse o ano em que fechei ⚔ Ganhei 11 títulos mundiais de 12 participações. #Jesus #GloriasDeus

Uma publicação compartilhada por Andre Galvao Official (@galvaobjj) em

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário