Michael Chiesa sobre o corte de peso no UFC 226: ‘Pensei que iria morrer’

Durante a pesagem na sexta-feira (06), o norte-americano admitiu que mudaria de categoria devido a dificuldade no corte de peso

M. Chiesa (foto) deve ir para a divisão dos meio-médios ou a nova categoria de 74kg, se for confirmada pelo Ultimate. Foto: Reprodução/Facebook UFC

Durante a pesagem na sexta-feira (06), Michael Chiesa ficou 680g acima do peso limite da categoria dos leves (até 70,8kg) para o duelo contra Anthony Pettis no UFC 226 e foi multado com 30% do valor recebido como bolsa. Em entrevista para o jornalista Ariel Helwani na ESPN nesta semana, o norte-americano explicou como foi difícil o corte de peso para o evento e pensou que morreria.

Veja Também

Combate entre Michael Chiesa e Anthony Pettis é remarcado para o UFC 226
Holly Holm e Ketlen Vieira devem lutar pelo cinturão interino peso galo

“Não posso enfatizar o suficiente, Ariel (Helwani, apresentador): Seriamente, eu pensei que fosse morrer”, lembrou. “Durante a primeira parte do meu corte de peso, na quinta-feira, realmente pensei que me mataria e não estou exagerando, para dizer o mínimo”, explicou Chiesa.

O lutador norte-americano contou que às vésperas da pesagem ficou oito horas cortando o peso para atingir a meta. “Cortamos por quatro horas na quinta à noite e eu estava acordado às 5 da manhã no dia da pesagem (sexta) e meu corpo nada mais tinha a dar. Não estou exagerando; pensei que fosse morrer. No meio da noite antes da pesagem da sexta, acordei e comecei a ter ataque de pânico. Eu travei e comecei a chorar e pensar ‘acho que vou morrer’”, narrou.

Ainda durante a pesagem, Michael Chiesa admitiu que mudaria de categoria devido a dificuldade na perda de peso. Ele pretende subir para o meio-médio (77kg) ou irá para a divisão de 74kg, caso venha seja confirmada a sua criação no Ultimate Fighting Championship.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário