Moraes quer que revanche com Assunção seja pelo cinturão interino dos galos

Os lutadores brasileiros foram escalados para se reencontrar no UFC Fortaleza do próximo dia 2 de fevereiro

M. Moraes vem de três vitórias seguidas no peso galo. Foto: Reprodução/Facebook UFC

Marlon Moraes mostrou ao Ultimate nas últimas três lutas que merece disputar o cinturão dos galos. O brasileiro conquistou dois surpreendentes nocautes nas últimas três apresentações. Assim, ‘Magic’ desafiou o campeão TJ Dillashaw pelo título da categoria, mas a franquia o escalou para reencontrar Raphael Assunção no UFC Fortaleza no dia 2 de fevereiro. Enquanto isso, o norte-americano vai protagonizar a superluta com Henry Cejudo pela cinta dos moscas no UFC Brooklyn.

Durante coletiva de imprensa em Fortaleza, Marlon afirmou que Dillashaw está evitando enfrentar os brasileiros ao optar por lutar com Cejudo. Ele ainda pediu que o confronto na capital cearense seja pelo cinturão interino dos galos. Assim, o vencedor terá a oportunidade de medir forças com TJ na sequência.

Veja Também

Raphael Assunção e Marlon Moraes fazem revanche na luta principal do UFC Fortaleza
De olho no cinturão, Marlon provoca TJ Dillashaw: ‘Ele não quer se testar’

“Hoje vejo eu e o Raphael como os dois maiores na categoria para desafiar. Acho que essa luta deveria ter sido pelo cinturão interino, pelo campeão estar indo para a categoria de baixo. Quando o cara sobe de peso, está se desafiando e enfrentando um cara maior, mas quando você vai lutar contra caras menores, ele está procurando um caminho um pouco mais fácil. Tanto eu quanto o Raphael merecíamos uma luta pelo cinturão interino, e evidenciar que esse cara vai realmente enfrentar um de nós dois, porque parece que ele está procurando um caminho mais fácil, apesar de ser um grande lutador”, disse Marlon.

No primeiro confronto entre os pesos galos, Raphael levou a melhor ao vencer Marlon em decisão dividida no UFC 212 em julho de 2017. Para alcançar seu objetivo de ser o próximo desafiante ao título dos galos, Moraes terá que vencer o algoz no reencontro na capital cearense. A estratégia do ex-campeão do WSOF é ser mais agressivo para conseguir um nocaute sobre Assunção.

“Acho que vou ter um pouco mais de agressividade nesta luta e fazer o que o público gosta: porrada e partir para cima, trazer a luta para onde eu gosto também, que é bastante violência. Gosto de violência nas minhas lutas, e o público que vem assistir gosta de ver um atleta que busca o nocaute, e é isso que eu faço. Eu gosto de entrar lá e nocautear as pessoas, e é isso que o público gosta de ver”, concluiu Moraes.

Marlon Moraes está na quarta colocação do ranking da divisão. Após a derrota para Assunção, ele conquistou três vitórias consecutivas. O friburguense tem em seu cartel 27 combates, sendo 21 vitórias, cinco derrotas e um empate. Nas últimas 17 lutas, o lutador somou 16 triunfos e em dois nocautes ganhou o bônus de ‘Performance da Noite’.

Raphael Assunção ocupa a terceira colocação do ranking dos galos. Ele soma uma sequência de quatro vitórias em dois anos. O pernambucano tem em seu cartel 32 combates, sendo 27 vitórias e cinco derrotas.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments