Renato Moicano diz que árbitro foi precipitado ao encerrar luta com José Aldo

Por meio de um vídeo em sua rede social, o lutador afirmou que o juiz parou o duelo um ‘pouquinho’ cedo demais e questionou os fãs sobre suas opiniões sobre o fato.

R. Moicano (dir.) acredita que o árbitro foi precipitado. Foto: Reprodução/Instagram @renato_moicano_ufc

O confronto entre José Aldo e Renato Moicano no UFC Fortaleza, realizado no sábado (02), foi o mais esperado pelos fãs de MMA. No entanto, o evento co-principal foi encerrado aos 44 segundos do segundo round, quando o árbitro interrompeu a luta e decretou vitória do ‘campeão do povo’ por nocaute técnico. Contrário a decisão de Jerin Valel, o brasiliense afirmou que o juiz se precipitou ao encerrar a luta.

Veja Também

UFC Fortaleza: José Aldo vence Moicano por nocaute e comemora nos braços da torcida
VÍDEO: Assista o nocaute de José Aldo sobre Renato Moicano UFC Fortaleza

Em um vídeo postado em suas redes sociais, Moicano explicou na em sua opinião havia vencido o primeiro assalto e voltou para o segundo round ‘mais ativo’, mas não conseguiu ver o golpe onde Aldo iniciou a sequência de ataques. Renato acredita que o árbitro parou um ‘pouquinho’ mais cedo a luta. Ao final da conversa, o lutador questiona o que os fãs acharam sobre o caso.

“Fala aí moçada, beleza? Estou aqui para falar que está tudo bem comigo, minha luta foi parada por nocaute técnico, mas na minha opinião o árbitro (Jerin Valel) parou um pouquinho cedo, mas tudo bem, vida que segue. Estou aqui ‘batendo um rango’ depois da luta. Estou fazendo esse vídeo para responder a todos. Está tudo ok (comigo), sem machucado, sem lesão, vamos para a próxima ok. Eu estava fazendo um bom combate, acho que ganhei o primeiro round, no segundo round voltei mais ativo. Não lembro do golpe, não consegui ver o golpe onde ele começou a dar aquela explosão, mas acredito que o juiz parou um pouquinho mais cedo (a luta), e vocês (seguidores), o que vocês acham?”, questionou Moicano.

A opinião do empresário de Moicano

Ao contrário da posição de Renato, seu empresário, Alex Davis afirmou que a interrupção do juiz no combate foi justa. “Moicano é meu atleta e amo ele. Mas ele não reagia e, para mim, o árbitro agiu correto naquela situação”, disse.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário