UFC-152: Belfort quase finaliza, mas Jones encaixa Kimura e defende cinturão


Vitor Belfort entrou no octógono montado no Air Canadá Centre, em Toronto, como amplo azarão para encarar Jon Jones. Mas logo nos primeiros movimentos da luta principal do UFC 152, o brasileiro quase surpreendeu o mundo quando encaixou um justo arm-lock. Porém, Jones mostrou porque é o campeão, ao defender a chave que estava encaixada. A partir daí, o norte-americano comprovou seu favoritismo dominando a luta e vencendo com uma Kimura no início do quarto round.

O programa de lutas do UFC 152 contou ainda com mais dois brasileiros: Vinny Pezão reestreou no Ultimate finalizando o croata Igor Pokrajac, enquanto Charles do Bronx acabou nocauteado pelo norte-americano Cub Swanson.

Belfort vs. Jones – A luta
Durante a promoção do UFC 152Vitor Belfort sempre afirmou que a luta principal do evento seria o duelo entre o “velho leão” e o “novo leão” e foi exatamente isso que aconteceu nesta noite. Uma “luta de leões”

Primeiro Jones mostrou bastante valentia para não desistir do combate logo nos primeiros instantes, quando ele derrubou Belfort, mas acabou surpreendido com um arm-lock. O braço do campeão ficou esticado, mas ele insistiu em não bater, mesmo com enorme risco de fratura. Quando tudo parecia perdido para o norte-americano, ele conseguiu sair da chave e mostrar todo o arsenal de golpes.

Por cima da luta de solo, Jones trabalhou com várias cotoveladas, que não intimidaram o brasileiro. Mesmo sangrando muito, Belfort tentava se manter na disputa e arriscava novos ataques de solo.

Nos rounds seguintes, o duelo teve mais trocação, com Jones acertando mais golpes, porém com Vitor sempre levando perigo. Ora com chutes altos, ora com alguns socos rápidos.

Sem muita firula, como de costume, Jones se limitou a desferir pisões no joelho do brasileiro, minando sua movimentação. Um chute rodado na costela levou Vitor ao chão, quando ele chegou a puxar para a guarda em duas oportunidades.

Depois de perder os três primeiros rounds, o brasileiro era obrigado a soltar o jogo no quatro assalto para buscar a vitória. E Belfort até começou bem, acertando alguns uppers no norte-americano, que ao sentir os golpes derrubou Vitor e já caiu de guarda passada.

A partir daí, o campeão fez o que melhor sabe. Prendeu um dos braços do brasileiro e soltou algumas cotoveladas antes de encaixar uma Kimura e encerrar o combate.

“Eu pensei que ia quebrar, nunca senti nada assim”, disse o Jones, sobre o arm-lock logo no início da luta. “Senti que tinha deslocado o braço, mas ele é cara durão”, elogiou Vitor.

Johnson é o primeiro campeão peso mosca do UFC
O norte-americano Demetrious Johnson fez história nesta noite! Ele foi o primeiro lutador a conquistar o cinturão dos pesos moscas do UFC. Diante do favorito Joseph Benavidez, Johnson não se intimidou com o jogo do adversário e conseguiu impor sua velocidade desde o início.

Demetrious usou a tática de defender as tentativas de queda do oponente, sair sempre do raio de ação e derrubar o adversário sempre que ele caminhava pra cima. O ritmo foi acelerado do primeiro ao último minuto e Johnson venceu na decisão dividida dos juízes (48×47, 47×48, 49×46).

Bisping vence e fica perto do cinturão
O duelo entre Michael Bisping e Brian Stann era bastante esperado, pois colocaria o vencedor mais próximo da chance de desafiar Anderson Silva pelo cinturão dos médios. E quem avançou na fila pelo título foi o inglês Michael Bisping.

Em uma disputa bastante equilibrada, o atleta britânico usou a estratégia para superar Stann. Desde os primeiros movimentos, Bisping trabalha com golpes retos em contragolpe aos potentes cruzados e mata-cobras desferidos pelo norte-americano. Além disso, Michael sempre que tinha oportunidade levava a disputa para o solo e controlava o oponente por cima.

Após levar vantagem nos dois primeiros rounds, Bisping tentou controlar a disputa no último assalto, mas levou alguns bons golpes de Stann. Porém, o norte-americano era impedido de soltar o jogo, pois sempre que vinha pra cima, ele era surpreendido com tentativas de queda.

Ao final de 15 minutos de disputa, vitória de Michael Bisping na decisão unânime dos juízes (29×28, 29×28, 29×28).

Charles começa bem, mas é nocauteado
O paulista Charles do Bronx entrou no UFC 152 disposto a se firmar como um dos grandes nomes da categoria de pesos penas do evento, mas o desgaste para o corte de peso, quando ele ficou 200g acima do limite da divisão, foi um fator preponderante na disputa.

O brasileiro começou a luta diante de Cub Swanson bem, derrubando o norte-americano e se mantendo por cima, porém, ele não conseguiu se manter em vantagem e a peleja retornou na trocação.

Visivelmente mais lento, Charles até acertava alguns socos, mas era sempre contra-golpeado por Swanson. Em um potente soco de direita, o brasileiro sentiu, andou para trás e apenas alguns segundos depois caiu, virou de lado e, nitidamente, abriu mão do combate. Com isso, o árbitro foi forçado a interromper a disputa, sendo decretado o nocaute técnico.

Vinny Pezão reestreia no UFC com vitória
Primeiro brasileiro a subir no octógono no UFC 152, Vinny Pezão reestreou na maior organização de MMA do mundo em grande estilo. Logo nos primeiros movimentos, o atleta tupiniquim encurtou a distância e buscou a queda, evitando a perigosa trocação do croata Igor Pokrajac.

Por cima, Pezão trabalhou com vários socos e tentou finalizar a disputa com um arm-lock, mas o adversário defendeu bem, ficou por cima no solo e até aplicou bons golpes no final do primeiro round. Mas no segundo assalto veio a redenção. Dessa vez foi Pokrajac que buscou a queda e derrubou o brasileiro, que mesmo por baixo partiu para o triângulo e depois encaixou um justíssimo arm-lock que forçou o adversário desistir a peleja.

Confira abaixo os resultados completos  do UFC 152:

Card Principal
Jon Jones vs. Vitor Belfort – luta pelo cinturão dos meio-pesados;
Demetrious Johnson derrotou Joseph Benavidez na decisão dividida dos juízes – luta pelo cinturão dos moscas;
Michael Bisping derrotou Brian Stann na decisão unânime dos juízes;
Matt Hamill derrotou Roger Hollett na decisão unânime dos juízes;
Cub Swanson derrotou Charles do Bronx por nocaute técnico no R2;

Card Preliminar
Vinny “Pezão” Magalhães finalizou Igor Pokrajac com um arm-lock no R2;
Sean Pierson derrotou Lance Benoist na decisão unânime dos juízes;
Marcus Brimage derrotou Jimy Hettes na decisão unânime dos juízes;
Seth Baczynski derrotou Simeon Thoresen por nocaute no R1;
Mitch Gagnon finalizou Walel Watson com mata-leão no R1;
Kyle Noke derrotou Charlie Brenneman por nocaute técnico no R1;

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário