Lyoto vence Shogun em luta movimentada

Um duelo de titãs, assim pode se resumir o combate principal do UFC-104, confronto que o publico presente no Staples Center, em Los Angeles, acompanhou entre os brasileiros Lyoto Machida e Mauricio Shogun. No combate, válido pelo cinturão dos meio-pesados do Ultimate, cinco rounds com muita movimentação e bastante equilíbrio em todos os assaltos, com Lyoto levando a melhor numa apertada e polêmica decisão dos juízes.

Logo no inicio da luta, Lyoto se utilizou da conhecida cautela, buscando o contra-golpe após as entradas de Shogun, que respondia bem aos ataques e já no final do primeiro round Machida sentia a perna devido aos low kicks aplicados pelo curitibano. No segundo round, o atual campeão voltou melhor e utilizou bem das joelhadas de encontro, castigando Shogun, que não se intimidava e continuava buscando o combate. No terceiro round, Lyoto manteve o bom ritmo do assalto anterior e teve seu melhor momento na luta, onde castigou o desafiante com uma boa serie de socos na curta distancia.

Quando a luta parecia tomar o rumo de uma defesa de cinturão bem sucedida, Shogun se recuperou e mostrou bastante agressividade no quarto assalto, buscando o ataque a todo tempo, já Lyoto tinha dificuldades em manter a base, devido aos chutes sofridos na perna esquerda. No último round, a trocação foi franca e Lyoto já apresentava um corte na boca, mesmo assim, o carateca não fugia da luta e buscava o combate. Já Shogun, tentava aproveitar o melhor momento para somar pontos na papeleta dos juízes. Ao final da luta, os atletas foram aplaudidos por todo o ginásio, e segundo os três árbitros laterais, vitoria de Lyoto Machida por 48×47, resultado que provocou algumas vaias dos presentes.

Após o combate, Lyoto ressaltou que três juízes anotaram o mesmo placar, o que seria o mais justo, porém, deixou claro que aceita uma revanche contra o Shogun, que mostrou seu descontentamento com o resultado, acreditando, com base no que seus corners disseram durante o combate.

Além da disputa tupiniquim pelo cinturão dos meio-pesados, outro brazuca esteve em ação no UFC-104. Mostrando um bom jogo de quedas, Gleison Tibau enfrentou o ex-boxer Josh Neer e deste o inicio da luta, levou o adversário para o chão várias vezes, somando pontos importantes, mesmo não conseguindo manter o americano no chão. No final da luta, o brasileiro já aparentava cansaço e não manteve o ritmo inicial, mas o oponente, também cansado não ofereceu perigo para o potiguar que levou na decisão unânime dos árbitros. Confira os resultados completos:

Card principal:
– Lyoto Machida derrotou Mauricio “Shogun” Rua na decisão unânime dos juízes;
Cain Velasquez derrotou Ben Rothwell por nocaute técnico a 58s do R2;
– Gleison Tibau derrotou Josh Neer na decisão unânime dos juízes;
– Joe Stevenson derrotou Spencer Fisher por nocaute técnico a 1min03s do R2;
Anthony Johnson derrotou Yoshiyuki Yoshida por nocaute técnico a 41s do R1;

Card Preliminar
Ryan Bader derrotou Eric Schafer na decisão unânime dos juízes;
– Patrick Barry derrotou Antoni Hardonk por nocaute técnico a 2min30s do R1;
Chael Sonnen derrotou Yushin Okami na decisão unânime dos juízes;
– Jorge Rivera derrotou Rob Kimmons por nocaute técnico a 1min53s do R1;
– Kyle Kingsbury derrotou Razak Al-Hassan na decisão dividida dos juízes;
Stefan Struve finalizou Chase Gormley com um triângulo a 4min04s do R1.

Deixe seu comentário