‘Envergonhado’ após derrota, Sonnen desafia Wanderlei Silva

Ex-lutador do UFC estreou no Bellator com derrota para Tito Ortiz, que se aposentou após luta

Sonnen (esq) lamenta derrota para Tito FOTO: Jayne Kamin-Oncea/Getty Images)

Sonnen (esq) lamenta derrota para Tito FOTO: Jayne Kamin-Oncea/Getty Images)

A estreia de Chael Sonnen no Bellator veio com derrota, mas isso não impediu o ex-lutador do UFC de seguir ditando seu próprio destino. Após o revés para Tito Ortiz na luta principal do Bellator 170, Sonnen voltou a desafiar Wanderlei Silva. O brasileiro é seu rival há alguns anos, desde que os dois foram treinadores do TUF Brasil e brigaram brevemente durante as gravações do programa.

Veja Também

Dana e Tito em cerimônia do Hall da Fama (FOTO: Getty Images)
Tito Ortiz revela mensagem de Dana White após vitória sobre Sonnen
Tanquinho vem de vitória no UFC (Foto: Getty Images)
Exclusivo: Após primeira vitória, Tanquinho pede vaga no UFC Fortaleza: ‘Quero muito’
T. Ortiz (foto) venceu Sonnen em sua luta de despedida; Foto: Twitter/Bellator
Vídeo: Assista à finalização de Tito Ortiz sobre Chael Sonnen no Bellator

“Com certeza, estou de olho na luta contra Wanderlei Silva. E tenho certeza que ele te dirá a mesma coisa. Nós temos negócios inacabados para resolver há muitos anos”, apontou Sonnen na coletiva pós-Bellator 170.

Sonnen e Wanderlei chegaram a ter uma luta marcada pelo Ultimate, mas ambos tiveram problemas de doping com a Comissão Atlética de Nevada e o combate nunca aconteceu. Agora, estão ligados ao Bellator, com Wanderlei sendo uma espécie de embaixador do evento – mas que já está treinando para o retorno ao MMA.

Sonnen também falou sobre a estreia decepcionante contra Tito Ortiz. O norte-americano elogiou seu adversário, mas admitiu que se sentia “envergonhado” por perder uma luta para um atleta que está se aposentando.

“Eu perdi a posição hoje. Isso machuca, é vergonhoso perder um duelo como este, especialmente para um cara que está se aposentando. Você quer vencer isso. Você quer fazer ele passar o bastão e pronto. Tive que ter esses minutos na velocidade máxima. É uma experiência difícil, mas é o que eu precisava”, comentou.

Chael Sonnen não lutava desde novembro de 2013, quando perdeu no primeiro round por nocaute técnico para Rashad Evans, no UFC 167. Desde então, o norte-americano foi pego em exame antidoping, chegou a se aposentar, mas voltou a competir após uma oferta do Bellator.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário