Wilson Reis pede por luta pelo cinturão dos moscas: “Eu mereço essa luta”

Número 5 no ranking dos moscas, Wilson derrotou Yuta Sasak no UFC 208, realizado no último sábado (11)

Reis que enfrentar Johnson na sequência. (Foto: Getty Images)

Reis que enfrentar Johnson na sequência. (Foto: Getty Images)

Primeiro brasileiro a vencer no UFC 208, realizado no último sábado (11), no Brooklyn, Wilson Reis, que derrotou Yuta Sasaki por decisão unânime, já definiu qual seria seu próximo passo: enfrentar o campeão dos moscas (até 56kg) Demetrious Johnson pelo cinturão da categoria. De acordo com o brasileiro, número 5 no ranking da divisão, ele já provou, dentro do octógono, que merece a oportunidade de lutar pelo título.

Veja Também

UFC 208: Silva v Brunson
Hangout SUPER LUTAS analisa o UFC 208, com a participação de Glaico França
Reis (esq) venceu a terceira consecutiva nos moscas. (Foto: Getty Images)
UFC 208: Wilson Reis vence japonês e fica próximo de cinturão; Jucão é dominado por LaFlare
A. Silva comemora vitória sobre D. Brunson (FOTO: Getty Images)
Anderson Silva recebe maior salário da carreira após vitória no UFC 208

“Eu queria pedir a luta, estava na ponta da língua já, contra o Demetrious Johnson, pelo cinturão. Acho que eu mereço e que ele me deve essa luta. Agora estou com três vitórias na categoria, estou bem, infelizmente não foi uma luta que consegui finalizar, mas eu ganhei, e com certeza foi unânime. Está muito cedo para falar, mas acredito que, independentemente de como foi a luta, só pela minha vitória, eu mereço lutar (com Johnson). Querendo ou não, assumi um risco muito grande, um cara que tem essa envergadura (Yuta Sasaki), ele era da categoria de cima e desceu, então foi um risco aceitar, mas sabia que estava em um patamar superior. Ganhei, e ganhei bem, então mereço essa luta”, declarou, em entrevista ao site ‘Combate.com’.

Reis já esteve escalado para disputar o título em julho do ano passado, no UFC 201, mas a luta caiu devido a uma lesão de Johnson, que precisou abandonar o duelo. Na sequência, no entanto, ele não recebeu outra chance e foi passado para trás por Tim Elliott, que disputou o cinturão após vencer o TUF 24. Agora, no entanto, Wilson admite que espera por uma nova oportunidade e garante que tem as armas necessárias para desembarcar o atual campeão.

“Não tenho contato pela disputa pelo cinturão. Quando cancelaram a luta, pior ainda, porque falaram: “O cara está machucado, quando ele voltar, já tem luta certa”. É um sentimento amargo, mas sou um cara bem positivo, então pensei: “Foi isso que aconteceu, por algum motivo aconteceu”, então tento seguir em frente. Quero sempre lutar, meu “goal” (“objetivo” em inglês) é ser campeão na categoria flyweight (peso-mosca), acho que tenho o biotipo, tenho o jiu-jítsu, tenho o striking, tenho tudo para ser campeão. Cheguei perto de disputar o cinturão, mas ele se machucou e o UFC decidiu não ter a luta, mas agora estou pronto, já ganhei de novo, estou pronto para voltar mês que vem se for para lutar. Eu queria muito lutar em maio, que vai ser o primeiro feriado do ano (nos EUA), e é a data que o Demetrious Johnson quer lutar, pelo que escutei. Acho que nada mais justo”, concluiu o lutador.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário