Vitor Belfort descarta luta de despedida contra Anderson Silva

Belfort revelou que deseja fazer luta de despedida no UFC Rio, em julho, mas não quer enfrentar nenhum brasileiro no show

Belfort descarta luta de despedida contra brasileiro. Foto: SUPER LUTAS

Belfort descarta luta de despedida contra brasileiro. Foto: SUPER LUTAS

Vitor Belfort anunciou que predente pendurar as luvas ainda em 2017. Após sofrer a terceira derrota consecutiva diante de Kelvin Gastelum, no UFC Fortaleza, o brasileiro pediu para fazer sua luta de despedida no UFC Rio, em julho. Apesar do desejo dos fãs de uma revanche contra Anderson Silva, o “Fenômeno” descartou esta possibilidade.

Veja Também

Gastelum nocauteou Belfort no primeiro round. (Foto: Buda Mendes / UFC)
Assista o nocaute de Kelvin Gastelum sobre Vitor Belfort no UFC Fortaleza
Gastelum nocauteou Belfort na luta principal do UFC Fortaleza. (Foto: Getty Images)
UFC Fortaleza: Gastelum não dá chances a Belfort e nocauteia no primeiro round
vitor-belfort-gastelum
Emocionado, Vitor Belfort chora após derrota e pede despedida no UFC Rio

Na entrevista coletiva após o duelo em Fortaleza, Belfort revelou que não tem um adversário especifico para sua luta de despedida, mas Belfort disse que não quer enfrentar nenhum atleta brasileiro no UFC Rio.

“Eu não tem nomes no topo da minha mente. Eu só não quero lutar contra um brasileiro no Brasil. Nós temos que sentar com o UFC e ver quais oponentes seriam uma luta interessante. Eu nunca descartei lutas, sempre enfrentei os mais duros na divisão, mas a última luta tem que ser especial para os fãs. Vamos ver se isso é possível”, disse Vitor.

A carreira de Vitor Belfort

Vitor Belfort, de 39 anos, tem uma carreira no MMA de 25 vitórias e 14 derrotas. Ele começou no esporte aos 19 e aos 20 conquistou o GP do UFC na divisão de pesados, derrotando três adversários no mesmo dia. O feito o fez receber o apelido de “Fenômeno” pela conquista tão jovem.

Em 2004, no UFC 46, derrotou Randy Couture e levou o cinturão dos meio-pesados, maior momento de sua carreira. Desde então, Vitor teve três chances de reconquistar o cinturão do Ultimate, mas sem acabou derrotado.

No peso médio, Belfort encarou Anderson Silva no UFC 126, em 2011, e foi nocauteado no primeiro round, naquela que foi chamada de ‘a luta do século’. De volta aos meio-pesados, Vitor aceitou o desafio de substituir o lesionado Dan Henderson e encarar a lenda Jon Jones com pouquíssimo tempo de preparação. E apesar de quase finalizar o rival no início da luta, foi derrotado pelo campeão.

Após emplacar uma sequência de nocautes devastadores contra nomes como Dan Henderson, Michael Bisping e Luke Rockhold, Belfort voltou a ter chance de lutar pelo cinturão dos médios contra Chris Weidman. No UFC 187, em 2013, o norte-americano derrubou o brasileiro e com vários socos no solo venceu e frustrou os planos de Vitor

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário