Barboza não vê McGregor como campeão legítimo: ‘Uma luta no peso’

Para o peso leve brasileiro, eventual duelo contra o irlandês se desenvolveria todo em pé

E. Barboza vem de três vitórias seguias (Foto: Buda Mendes/UFC)

E. Barboza vem de três vitórias seguidas (Foto: Buda Mendes/UFC)

Um dos principais nomes da categoria dos leves, Edson Barboza diz não reconhecer Conor McGregor como campeão legítimo de sua divisão. Para o brasileiro, que conseguiu um dos nocautes mais espetaculares de sua carreira contra Beneil Dariush no UFC Fortaleza, o irlandês fez apenas uma luta no peso e, por isso, não se qualifica como dono do cinturão.

Veja Também

McGregor e Diaz se cumprimentam após revanche Foto: Divulgação/UFC
McGregor relembra revanche com Diaz e se diz animado por trilogia
Jones não tem mais pendências com a justiça americana. (Foto: Getty Images)
Período de liberdade condicional de Jon Jones chega ao fim
Borrachinha (esq) enfrenta Bamboes (dir) em junho (Fotos: UFC/Montagem: Super Lutas)
Após estreia impecável, Borrachinha enfrenta Bamgbose no UFC 212

“O Conor tem uma luta e é o campeão. E não quer defender o título! Para mim, ele não é campeão. O verdadeiro campeão sairá da disputa de cinturão interino”, comentou Barboza ao programa Revista Combate, adicionando que gostaria de uma revanche contra Tony Ferguson, pelo título provisório.

“Se mandassem eu escolher, lutaria contra o Ferguson, por ser uma revanche. Eu aceitei a luta com pouco tempo de treino, faltando só quatro semanas, mas não é desculpa. Eu adoraria fazer uma outra luta contra ele com o camp inteiro, mas se me oferecessem o Khabib também seria ótimo”, declarou.

Apesar das críticas, Edson Barboza se mostrou aberto a um eventual confronto com McGregor. E já tem a estratégia correta, caso o duelo seja casado algum dia: trocar em pé contra o irlandês, conhecido pelo peso na mão esquerda.

“A estratégia de sempre: sair na porrada em pé. Se tivesse a chance de lutar contra ele, eu falaria: “Bicho, nem precisa treinar defesa de queda, porque não vou tentar te derrubar”. Vou ficar em pé e vamos nos bater”, garantiu Edson, que além de vencer Dariush, também superou Gilbert Melendez e Anthony Pettis, ambos ex-campeões do mundo por Strikeforce e UFC, respectivamente.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário