Whittaker elogia Jacaré: ‘Graças a Deus não será luta de jiu-jitsu’

Neozelandês admite que evitará ao máximo o chão contra lutador brasileiro, campeão mundial na arte suave

R. Whittaker (esq) treina cotoveladas para R. Jacaré (Foto: Josh Hedges/UFC)

R. Whittaker (esq) treina cotoveladas para R. Jacaré (Foto: Josh Hedges/UFC)

Invicto nos médios, Robert Whittaker vem de seis vitórias seguidas na divisão e terá a oportunidade de enfrentar, neste sábado (15), um dos melhores lutadores da categoria. O neozelandês sabe que terá de evitar o chão com Ronaldo Jacaré, um dos lutadores de MMA mais vitoriosos da história do jiu-jitsu. Mas os elogios de Whittaker ao brasileiro vão além de suas habilidades na arte suave. O peso médio acredita que as mãos de Jaca são subestimadas.

Veja Também

R. Jacaré conversou com o Super Lutas antes de luta com R. Whittaker (Foto: Jeff Bottari/UFC)
Entrevista: Jacaré elogia adversário, mas dispara: ‘Me vejo como o campeão’
Johnson é amplamente favorito contra Reis nas apostas (Foto: Christian Petersen/UFC)
Johnson tem larga vantagem sobre Wilson Reis nas casas de apostas para o UFC Kansas
Reis citou preconceito com divisões mais leves (Foto: Mike Roach/UFC)
Prestes a disputar o cinturão, Reis diz que há preconceito com peso mosca

“Ele bate como um caminhão e, claro, tem um jiu-jitsu praticamente lendário. Graças a Deus, não nos enfrentaremos no jiu-jitsu. Nós iremos para lá, começaremos em pé e será uma luta de MMA. Acho que tenho mãos superiores, possuo uma movimentação realmente boa, sou muito rápido e bato forte. Se ele conseguir passar por isso, mérito dele”, comentou Whittaker, ao site norte-americano MMA Junkie.

Se passar por Jacaré, o neozelandês terá sete triunfos seguidos e já poderá sonhar com uma chance pelo título na complicada divisão dos médios. Porém, isso não está na mente de Whittaker, que garante ser um desrespeito pensar no seu futuro contando já com uma vitória sobre o brasileiro.

“Meu pensamento sobre o futuro não vai além do Jacaré. Se eu fosse olhar depois dele estaria o desrespeitando, e ele é um lutador que eu não gostaria de desrespeitar. Realmente espero poder dar o meu máximo contra ele”, anotou Whittaker, número seis do ranking dos médios na atualidade.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário