Daniel Cormier e Jon Jones fazem revanche pelo cinturão no UFC 214

Aguardada revanche pelo cinturão dos meio-pesados acontecerá dia 29 de julho, na cidade de Anaheim, na Califórnia (EUA)

Cormier (esq) e Jones (dir) se enfrentam em julho (Fotos: UFC/Montagem: Super Lutas)

Cormier (esq) e Jones (dir) se enfrentam em julho (Fotos: UFC/Montagem: Super Lutas)

Acabou o mistério. A aguardada revanche entre Daniel Cormier e Jon Jones já tem data e local definidos para acontecer: os dois se enfrentam no UFC 214, dia 29 de julho, que acontecerá na cidade de Anaheim, na Califórnia (EUA), em duelo válido pelo cinturão dos meio-pesados (até 93kg). A informação é do site ‘MMA Fighting’.

Veja Também

Cormier foi derrotado por Jones em janeiro de 2015. (Foto: Divulgação/UFC)
Ultimate planeja revanche entre Jon Jones e Cormier para o UFC 214
D. Cormier antes de defender seu título no UFC 210 (Foto: Josh Hedges/UFC)
Após provocação, campeão Cormier ataca Jon Jones: ‘Garoto Cialis’

Essa é terceira vez que o segundo combate entre Cormier e Jones é marcado. Nas duas oportunidades anteriores, foi cancelada no UFC 197, por lesão de Cormier, e no UFC 200, por doping de Jon Jones. No primeiro encontro entre eles, em janeiro de 2015, Jones, que na época ainda era o campeão linear dos meio-pesados, venceu Cormier em decisão unânime dos jurados. O combate se tornou um dos mais aguardados entre os fãs de MMA por toda a rixa entre os atletas, que chegaram às vias de fato em uma confusão histórica durante um evento promocional.

Cormier conquistou o cinturão meio-pesado em sua primeira luta contra Anthony Johnson, em maio de 2015. Na ocasião, “Rumble” enfrentaria Jon Jones pelo título no UFC 187, mas o então campeão perdeu o posto após se envolver em acidente enquanto dirigia sob a influência de drogas e bebida. DC substituiu ‘Bones’ e venceu Johnson por finalização. Desde então, defendeu seu título contra Alexander Gustafsson, no UFC 192,  e novamente contra Johnson, no UFC 210. além de ter vencindo Anderson Silva em duelo que não valia o título, no UFC 200.

Jones foi campeão da divisão de 2011 até 2015, tendo feito oito defesas de titulo consecutivas. Após perder a cinta por problemas extra-octógono, ele voltou a lutar no abril do ano passado, quando derrotou Ovince St. Preux no UFC 197 e conquistou o cinturão interino dos meio-pesados. Em julho passado, foi suspenso por um ano pela USADA (Agência Antidoping dos EUA) após ter sido flagrado em um exame antidoping na véspera do UFC 200, em julho de 2016. A pena foi aplicada de maneira retroativa, ou seja, o ex-campeão dos meio-pesados poderá voltar ao octógono em julho de deste ano.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário