Após suspensão, Khabib Nurmagomedov quer lutar duas vezes ainda este ano

Segundo o empresário do Russo, Ali Abdelaziz, o atleta também mira um embate contra Georges St-Pierre para abril de 2020

K. Nurmagomedov quer lutar duas vezes ainda em 2019. Foto: Reprodução/Instagram @khabib_nurmagomedov

Para quem está com saudade de ver Khabib Nurmagomedov em ação, a espera parece estar próxima do fim. O empresário do campeão dos leves (até 70,3kg.), Ali Abdelaziz, anunciou que o atleta revelou o desejo de realizar duas lutas ainda neste ano. A informação foi divulgada em entrevista recente para a ‘ESPN’. Khabib foi suspenso por nove meses do MMA depois da confusão ocorrida no UFC 229.

Veja Também

Vídeo: Melhores momentos da vitória de Donald Cerrone sobre Al Iaquinta no UFC Ottawa
Ultimate confirma revanche entre Daniel Cormier x Stipe Miocic pelo cinturão dos pesados no UFC 241
UFC Ottawa: Cerrone domina Iaquinta, volta a sonhar com cinturão e desafia McGregor: ‘Estou pronto em julho’

“Ele me deu instruções muito específicas. Ele que lutar no evento de 7 de setembro (UFC 242) e, novamente, em dezembro. E, se Georges St-Pierre conseguir resolver seus problemas com o UFC até abril, é o acordo. Ele quer lutar em abril”, disse Ali.

O empresário ainda comentou que o intuito de seu atleta é manter a atividade na divisão, já que existem muitos lutadores de qualidade e que merecem uma chance ao cinturão.

“A divisão dos leves possui muitos desafiantes e nós queremos manter a categoria se movimentando. Ele (Khabib) já fez isso antes, quando enfrentou Edson Barbosa, Al Iaquinta e Conor McGregor, em menos de um ano”

Ao ser questionado sobre uma possível revanche contra o rival, Conor McGregor, Abdelaziz foi enfático ao dizer que o irlandês tem que merecer uma nova disputa de título.

“Para ser honesto, Conor tem que voltar e fazer uma luta contra alguém como Justin Gaethje, Tony Ferguson ou Donald Cerrone. Ele não é um oponente que valha a pena neste momento”, finalizou o empresário.

O Ultimate negocia o retorno do campeão russo para o dia 7 de setembro, no UFC Abu Dhabi. A ideia é casar uma luta contra Dustin Poirier pela unificação do título da categoria. Poirier conquistou o cinturão interino dos leves após derrotar o campeão dos penas (até 65,7kg.), Max Holloway, em abril deste ano.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário