UFC Ottawa: Cerrone domina Iaquinta, volta a sonhar com cinturão e desafia McGregor: ‘Estou pronto em julho’

Cowboy mostrou grande forma para dominar o 5º colocado no ranking dos leves durante 25 minutos e emplacar a terceira vitória consecutiva

Cerrone (esq.) acerta lindo chute em Iaquinta (dir.). Foto: Reprodução / Twitter @ufc

O norte-americano Donald Cerrone está, definitivamente, de volta a briga pelo cinturão dos leves (até 70.3 kg.) do Ultimate. O ‘Cowboy’, como é conhecido, fez uma luta quase perfeita diante de Al Iaquinta, quarto no ranking da categoria, e venceu na decisão unânime dos juízes (49-45. 49-46. 49-45). O duelo foi a atração principal do UFC Ottawa, realizado neste sábado (04), no Canadá.

Veja Também

Vídeo: Melhores momentos da vitória de Donald Cerrone sobre Al Iaquinta no UFC Ottawa
Segurança de Neymar em Paris, Nordine Taleb vence no UFC Ottawa

Com o resultado, Cerrone chega a 36ª vitória como profissional – ele também tem 11 derrotas – e amplia sua liderança como o atleta com mais triunfos no UFC. Ele chegou a incríveis 23 vitórias no octógono. Desde o nascimento de seu filho, em junho de 2018, o Cowboy ainda não sabe o que é perder e tem três resultados positivos em série.

“Nada mal para um velhote, né? Esses caras estão perdendo a chance de bater em um velho. Papai Cerrone está invicto com três vitórias-0. Eu quero o cinturão a menos que McGregor queira me enfrentar. Estou pronto para lutar em julho”, disse Cerrone ainda no octógono.

A luta

Quarto colocado no ranking dos leves, Iaquinta subiu no octógono como favorito. Mas Al acabou surpreendido com a movimentação de Cerrone no primeiro round. Com maior envergadura e se movimentando muito, ele tomou a iniciativa da disputa e conectava bons golpes. Por sua vez, Iaquinta apostava apenas no contragolpe e em tentativas frustradas de queda.

No segundo round, Iaquinta conseguiu equilibrar a disputa e conectar bons golpes em Cerrone, que também se mantinha ativo. No final da parcial, Al encaixou uma boa sequência fez o Cowboy dobrar o joelho.

Recuperado do susto, Cerrone voltou com tudo no terceiro round. Ele caminhou pra frente combinando socos e chutes, enquanto Iaquinta apenas recuava. Antes do final do assalto, Donald conectou um despretensioso jab e levou Al à lona, que foi salvo pelo gongo.

Mesmo com 36 anos e com 48 lutas na bagagem, Cerrone apertou ainda mais o ritmo no quarto round. Ele conectou um lindo pisão frontal – que fez lembrar o clássico golpe de Anderson Silva em Vitor Belfort – e novamente levou Iaquinta à lona. Na ânsia para encerar a disputa, ele foi para as costas, mas não conseguiu encaixar o mata-leão e Al mostrou valentia para sobreviver na peleja.

Em desvantagem nas papeletas, Iaquinta foi para o tudo ou nada no quinto assalto. Ele disparou potentes swings, mas Cerrone se esquivou de todas as investidas e ainda caminhava para frente conectando bons socos. No final, Cowboy se expôs e quase chegou ao nocaute. Ele combinou bons socos e disparou uma joelhada voadora quando Al entrou em queda. Ele ainda marretou o rival no solo até o gongo soar.

Resultados do UFC Ottawa

CARD PRINCIPAL

Peso leve: Donald Cerrone derrotou Al Iaquinta na decisão unânime dos juízes (49-45. 49-45. 49-46)

Peso médio: Derek Brunson derrotou Elias Theodorou na decisão unânime dos juízes (29-28. 30-27. 29-28)

Peso pena: Shane Burgos derrotou Cub Swanson na decisão dividida dos juízes (30-27, 27-30, 29-28)

Peso galo: Merab Dvalishvili derrotou Brad Katona na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso pesado: Walt Harris derrotou Sergey Spivak por nocaute técnico a 50 seg. do R1

Peso médio: Andrew Sanchez derrotou Marc-André Barriault na decisão unânime dos juízes (29-28. 29-28. 29-28)

CARD PRELIMINAR

Peso galo: Macy Chiasson derrotou Sarah Moras por nocaute técnico a 2m22 do R2

Peso galo: Vince Morales derrotou Aiemann Zahabi na decisão unânime dos juízes (29-28. 29-28. 29-28)

Peso meio-médio: Nordine Taleb derrotou Kyle Prepolec na decisão unânime dos juízes (30-27. 30-27. 30-27)

Peso pena: Matt Sayles finalizou Kyle Nelson com um katagatame a 3m16s do R3

Peso pesado: Arjan Bhullar derrotou Juan Adams na decisão unânime dos juízes (29-28. 30-27. 29-28)

Peso galo: Cole Smith derrotou Mitch Gagnon na decisão unânime dos juízes (29-28. 30-27. 29-28)

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário