Cannonier diz que lesão de Anderson Silva não diminui sua vitória

Norte-americano foi anunciado vencedor do duelo após desferir um chute no joelho de ‘Spider’, levando o brasileiro à derrota por nocaute técnico

J. Cannonier (foto) não crê que lesão de A. Silva minimize sua vitória. Foto: Reprodução/YouTube Ufc

O norte-americano Jared Cannonier afirmou que a lesão de Anderson Silva no duelo entre eles não minimiza seu grande feito. O atleta falou sobre o caso na entrevista coletiva ocorrida após o UFC 237, na madrugada deste domingo (12). Anderson precisou da ajuda médica para deixar o octógono.

Veja Também

VÍDEO: Pitbull vence Chandler e conquista segundo cinturão do Bellator; Douglas Lima atropela Michael Page
Jéssica: ‘Meu maior sonho agora é ajudar as pessoas da minha equipe’
Namajunas diz que não pensa em revanche contra Jéssica Bate-Estaca

“Eu não acho que se lembrarão da minha vitória só porque ele se lesionou. Lutadores se lesionam todo o tempo. Se você se importa com isso, não deveria estar lutando. Eu desloquei minha costela há alguns dias e ele (Anderson) me atingiu nas costelas por três vezes. Se ele machucou o joelho, foi porque eu o atingi no joelho”, afirmou Jared.

Outra questão levantada foi sobre as vaias recebidas após o norte-americano ser anunciado o vencedor do combate. Após o ocorrido, o público reagiu de forma ostensiva contra o lutador. Cannonier, no entanto, admitiu ter uma parcela de culpa pelo incidente.

“Se eles reagiram assim, foi porque eu os provoquei também. Foi como cutucar um urso. Mas eu entendo. Eu não vou me desculpar pelo que fiz (Jared, após o nocaute, levou a mão à orelha pedindo para o público para fazer barulho). Eu entendo que eles queriam defender o herói deles”, comentou Cannonier.

Após a vitória, o lutador deverá subir mais posições no ranking dos médios (até 83,9kg.) e pode começar a sonhar com uma futura disputa pelo cinturão da categoria. Atualmente, o título linear pertence a Robert Whittaker, que enfrentará Israel Adesanya (campeão interino) pela unificação do cinturão da divisão no fim do ano.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário