Após críticas de José Aldo, jogador Pará manda mensagem de incentivo ao lutador: ‘Força, Zé’

Na última semana, lateral do Flamengo foi alvo de ironias do manauara pelo mau desempenho em jogo da libertadores

Jogador Pará (esq.) foi alvo de duras críticas de J. Aldo (dir.). Foto: Foto: Montagem SL / MMA Press

O lateral do Flamengo, Pará, teve uma atitude nobre no último domingo. Após ter sido alvo de críticas pelo lutador depois do mau desempenho na partida contra a LDU, na última quarta-feira (8), pela Copa Libertadores da América, o atleta optou por não pagar na mesma moeda e enviar uma mensagem de apoio para Aldo, que saiu derrotado no último final de semana pelo UFC 237, no Rio de Janeiro.  O ‘Campeão do Povo’ é assumidamente fanático pelo Flamengo.

Veja Também

Anderson Silva se pronuncia após lesão: ‘A dor é sua amiga. Ela mostra que você não está morto ainda’
Michael Bisping dá conselho a Anderson Silva: ‘Está na hora de se aposentar’
Ultimate confirma Tony Ferguson contra Donald Cerrone para o UFC 238, em junho

“Vergonha não é cair, José Aldo. Vergonha é não ter forças para se levantar. Às vezes, a vida nos derruba, mas temos que levantar e seguir. O verdadeiro campeão sempre dá a volta por cima. Força, Zé”, publicou o jogador.

No dia da partida do Flamengo, que decidiria se a equipe passaria ou não para a próxima fase da competição, algumas publicações com críticas ao rendimento de Pará foram publicadas no Twitter oficial do ex-campeão dos penas (até 65,7kg.).

“Acaba o jogo do Flamengo e é sempre a mesma coisa há anos. Não dá mais. Pará é muito fraco”, diz o texto publicado no Twitter do lutador.

Desde a manifestação do atleta do Flamengo, Aldo não havia respondido ao conteúdo.

Jogador Pará incentiva J. Aldo após derrota no UFC 237. Foto: Reprodução/Instagram @21_para

José Aldo foi derrotado por Alexander Volkanovski na terceira luta do card principal no UFC 237. Conhecido por sua versatilidade enquanto lutador, o brasileiro, nesta ocasião, não se apresentou bem e amargou uma derrota por decisão unânime dos juízes, ‘em casa’, no Rio de Janeiro.

Aos 32 anos, lutador está no fim do contrato com o UFC já sinalizou algumas vezes sua vontade de se retirar do MMA. O atleta, porém, afirmou algumas vezes o desejo de dar início a uma carreira no Boxe profissional.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário