Ex-UFC Matheus Nicolau finaliza em retorno ao Brasil; Adriano Ramos fatura cinturão do Future FC

Lutador mineiro precisou de pouco mais 70 segundos para finalizar Alan Gabriel Tilico; Adriano fatura cinturão e conquista, bônus e contrato com LFA

‘Matheus venceu na volta ao Brasil. Foto: Marcos Santos

O ex-UFC Matheus Nicolau voltou ao Brasil em grande estilo. O lutador mineiro precisou de pouco mais de 70 segundos para finalizar Alan Gabriel Tilico, que substituiu o lesionado Wagner Lima a dois dias da luta, e confirmar seu favoritismo. O duelo foi atração no Future FC 5, realizado na noite desta sexta-feira (24), em São Paulo.

O triunfo chegou depois de Matheus aplicar um knockdown no adversário e encaixar um triângulo de mão na sequência.

Adriano Ramos fatura cinturão e contrato com o LFA

Veja Também

Conor McGregor aparece com mão enfaixada e escreve: ‘Sempre vou até o limite’
Algoz de Cezar Mutante e Cara de Sapato pede luta contra Ronaldo Jacaré

Além de Matheus, outro destaque do evento foi Adriano Ramos. O atleta da Inside finalizou Elton Alves com um mata-leão no segundo round e se sagrou o primeiro campeão da organização. De quebra, Adrianinho também faturou um dos bônus de performance, embolsando US$ 500 (cerca de R$ 2 mil) além da bolsa, e o contrato com o LFA. Na entrevista ainda dentro do decágono, ele mandou um recado para o cubano Maikel Perez, atual campeão do evento americano.

“Eu quero desafiar o campeão do LFA! O melhor do Brasil contra o melhor de lá”, disse o campeão do Future.

Outro mineiro que brilhou foi o meio-médio Bruce Souto, que teve uma performance de encher os olhos contra o resistente Wiilian Cilli. Souto apresentou uma imensa variedade de golpes em pé, se safou de uma perigosa investida do paulista no chão e só não chegou ao nocaute devido ao enorme coração de Cilli. No final, Bruce Souto, que ainda teve um ponto deduzido por aplicar uma cotovelada que, na visão do árbitro, foi ilegal, levou a melhor por decisão majoritária. Tanto ele quanto Cilli faturaram US$ 500 cada pelo bônus de melhor luta da noite.

O terceiro bônus, também de US$ 500, foi para a peso-palha Ariane Sorriso. A paulista começou a luta contra Ketlen Esquentadinha a todo o vapor, e parecia que o nocaute seria questão de tempo. Mas a manauara ressurgiu das cinzas, cresceu no combate e passou a levar perigo à favorita da noite. Mas, no terceiro round, Sorriso mostrou por que é considerada uma das melhores lutadoras em ação no país. Com um frontal no corpo, ela fez a adversária se dobrar, anotou a 12ª vitória consecutiva da carreira e, de quebra, ainda impressionou a lenda Rodrigo Minotauro, presente no evento.

Esta edição ainda garantiu um contrato com o LFA para outros dois lutadores:  Edilceu Para-Raio e Flavio Queiroz. Para-Raio tirou o talentoso Wellington Kakaroto de combate com um pisão no joelho no terceiro round, enquanto Queiroz mandou Elvis Iron para a lona ainda no primeiro. Por falar em mandar para a lona, Elismar Carrasco desligou Antônio Carlos Buiú com uma combinação de socos implacável no terceiro round, após ficar em desvantagem na maior parte da luta.

Resultados do Future FC 5

Adriano Ramos finalizou Elton Alves com um mata-leão aos 3m57s do R2

Matheus Nicolau finalizou Alan Gabriel Tilico com um triângulo de mão a 1m18s do R1

Bruce Souto venceu Willian Cilli por decisão majoritária (28-28, 29-27 e 29-27)

Elismar Carrasco venceu Antônio Buiu por nocaute aos 4m35s do R3

Ariane Sorriso venceu Ketlen Souza por nocaute técnico aos 3m53s do R3

Edilceu Para-Raio venceu Welington Kakaroto por desistência aos 1m09s do R3

Vanessa Melo venceu Mariana Morais por decisão dividida (30-27, 28-29 e 30-27)

Taigro Costa finalizou Claudio Marcelino com um mata-leão aos 4m32s do R3

Flavio Queiroz venceu Elvis Iron por nocaute técnico aos 2m45s do R1

Rander Junior finalizou Antônio Paulo Nego com um mata-leão aos 2m11s do R1

Bruno Viana finalizou Maicon Miller com uma guilhotina aos 2m04s do R1

Magnus Kelly venceu Luan Oliveira por nocaute técnico aos 2m00s do R1

Augusto Abdias venceu Alan Francis por decisão unânime (30-27, 29-28 e 29-28)

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário