Henry Cejudo, o campeão olímpico que quer continuar a fazer história no UFC

Representante dos Estados Unidos pode se tornar mais um atleta a somar dois cinturões em categorias diferentes na companhia; atleta é o atual campeão dos moscas

H. Cejudo (foto) quer ser lembrado como grande atleta do MMA. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

Polêmico, irônico, marrento e falastrão. Todos esses adjetivos podem ser usados para representar Heny Cejudo. No entanto, uma coisa ninguém pode negar: ele é um verdadeiro campeão.  Atual dono do cinturão dos moscas (até 56,7kg.) e próximo desafiante ao título vago dos galos (até 61,2kg.), o norte-americano enfrentará, no próximo sábado (8), o brasileiro Marlon Moraes e tenta entrar de vez para a história do MMA. Caso saia vitorioso, o atleta entrará para o grupo de lutadores que conquistaram dois cinturões em categorias diferentes no Ultimate.

Veja Também

Gostem ou não, Cejudo já conseguiu dois feitos históricos no UFC. Em primeiro, o norte-americano, conseguiu chocar o mundo ao bater o lendário Demetrious Johnson, em agosto do ano passado, encerrando um reinado de quase seis anos do compatriota e conquistando o título dos moscas. Em segundo, além do cinturão, o atleta teve o privilégio de poder ser conhecido como o primeiro lutador da história do Ultimate a ser campeão da organização e ostentar uma medalha de ouro olímpica em seu currículo.

Mesmo tendo trazido o ouro para seu país nas Olimpíadas de Pequim (China), em 2008, e ser o atual campeão dos moscas, Cejudo não é uma estrela unânime para seu público. Com seu estilo despojado e provocador, o atleta acaba perdendo fãs, que, muitas das vezes, escolhem torcer para um atleta de um outro país do que para seu próprio representante.

Em entrevistas recentes, o lutador relatou que trabalha diariamente para mudar sua imagem frente ao público a quem defende. Para Henry, a melhor maneira de ser cada vez mais conhecido e respeitado é permanecer no topo do esporte e conquistando feitos inéditos. Neste final de semana, então, o norte-americano terá a oportunidade de, mais uma vez, de tentar agradar os admiradores de MMA.

Desde que conquistou o título dos moscas, Cejudo defendeu seu cinturão em apenas uma oportunidade, quando encarou TJ Dillashaw, ex-campeão dos galos, que se aventurou na categoria de baixo para tentar somar mais um posto de número um. Henry conseguiu derrotar TJ, mas ainda não se tornou a estrela que deseja ser.

Neste sábado, porém, a situação pode melhorar para o norte-americano. Caso consiga derrotar Marlon, o atleta entrará para o grupo de lutadores que possuem dois cinturões em categorias diferentes no UFC. Henry costuma dizer que não é um lutador, mas um competidor. Resta aguardar o desfecho do UFC 238 para ter certeza se o campeão olímpico será finalmente reconhecido por aquilo que tem mostrado dentro do MMA.

Podcast #033: As vitórias de Marina Rodriguez no UFC e Tyson Fury no Boxe + ex-campeão preso

Comentários

Deixe um comentário