Alexander Volkanovski manda recado para Henry Cejudo: ‘Fique onde está!’

Peso pena comentou sobre declaração do campeão dos galos sobre o desejo de enfrentar Frankie Edgar, caso atleta bata Max Holloway pelo título da categoria

A. Volkanovski (foto) alerta H. Cejudo sobre subida para os penas. Foto: Reprodução/Facebook Ufc

O algoz de José Aldo, Alexander Volkanovski, alertou o novo campeão dos galos (até 61,2kg.), Henry Cejudo, sobre sua ideia de disputar o título dos penas (até 65,7kg.), caso Frankie Edgar vença Max Holloway no UFC 240, em julho. Alexander sugeriu que Cejudo permaneça em sua categoria para não ‘sofrer’ contra atletas mais pesados. As declarações foram feitas em entrevista recente ao programa ‘Submission Radio’.

Veja Também

TJ Dillashaw desabafa sobre caso de doping: ‘Eu trapaceei’
Francisco Massaranduba enfrenta Alexander Hernandez no UFC San Antônio, em julho
Poliana Botelho enfrenta Maryna Moroz no UFC 241

“Fique na sua categoria, Henry. Vamos lá!”, disse o australiano.

Apesar de não concordar com o desejo de Henry, Volkanovski fez questão de elogiar o feito do norte-americano, que, no último final de semana, se tornou mais um dos atletas do Ultimate a ostentar dois cinturões em categorias diferentes na companhia. Na ocasião, o campeão olímpico bateu o brasileiro Marlon Moraes em disputa pelo cinturão vago dos galos no UFC 238.

“Honestamente, o que ele conquistou é inacreditável. Foi ótimo para ele. Eu apostei que ele venceria, mas não imaginava que ele teria tantos problemas quanto teve”, disse Alexander se referindo ao primeiro round do combate, no qual Marlon foi muito bem, agredindo intensamente o norte-americano.

Sobre a vontade de Cejudo em conquistar três títulos, algo inédito no UFC, o peso pena citou os motivos pelos quais acha que não seria uma boa ideia para Henry. Para o australiano, a velocidade e força são obrigatórias para ser bem-sucedido na divisão de cima.

“Para vir para o peso pena, além de precisar ser rápido – e nós somos bem rápidos – é preciso ter na cabeça que temos mais força do que ele imagina. Essa categoria é muito forte, com muitos caras duros, que eu tenho certeza que ele não vai querer ter pela frente. Talvez ele queira se testar, e talvez o UFC queira lhe dar essa chance. Mas a vontade dele lutar aqui vai acabar na primeira luta”, afirmou Alexander.

Caso o Ultimate atenda as vontades do campeão dos galos e realmente permita que o lutador se aventure entre os penas, Volkanovski disse que, caso enfrentasse Henry, sua maior força e tamanho fariam a diferença e lhe dariam vantagem mesmo se fosse derrubado por Cejudo, conhecido por ser campeão olímpico de Wrestling nas Olimpíadas de Pequim, em 2008.

“Se me derrubar, vou levantar todas as vezes. Meu preparo físico é excelente, e sou muito forte para ele. Também sou bom na longa distância, e Cejudo é bem menor que eu. Sei usar o meu alcance mesmo contra adversários altos. Imagine o que posso fazer com alguém que tem a metade do meu tamanho”, informou o atleta.

Alexander, atualmente, é o primeiro colocado no ranking dos leves. O lutador conseguiu a ótima colocação após derrotar o brasileiro José Aldo, no UFC 237, no Rio de Janeiro, e se colocou na condição de desafiante do título da categoria. Uma infecção na perna, no entanto, afastou o australiano por um tempo, e ele acabou perdendo lugar para Frankie Edgar, que enfrenta o detentor do título, Max Holloway, em julho.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário