Formiga é superado por Joseph Benavidez no UFC Minneapolis e se afasta de chance pelo cinturão

Brasileiro mosca mostra muita vontade, mas é superado por golpes duros de norte-americano que o levaram a nocaute, no UFC Minneapolis; Demian Maia vence duelo contra Anthony Rocco

J. Benavidez (foto) derrota J. Formiga no UFC Minneapolis. Foto: Reprodução/Instagram @joejitsu

O brasileiro Jussier Formiga não terá uma noite para recordar após o UFC Minneapolis. O atleta de Natal (RN), apesar de realizar um bom primeiro assalto, sofreu com a potência dos golpes de Joseph Benavidez e foi levado a nocaute no fim do segundo round, neste sábado (29), nos Estados Unidos. Com o revés, o atleta se afastou da chance de lutar pelo título contra Henry Cejudo. Outro brasileiro no card, Demian Maia fez uma boa apresentação e saiu vitorioso de sua luta contra Anthony Rocco e conquistou segundo triunfo consecutivo.

Veja Também

Carcacinha e Amanda Ribas garantem vitórias brasileiras no card preliminar do UFC Minneapolis
Com força descomunal, Ngannou aplica nocaute brutal em Cigano no UFC Minneapolis
Cigano é cotado como azarão na luta contra Ngannou no UFC Minneapolis

Antes da peleja, Formiga figurava na primeira posição no ranking dos moscas (até 56,7kg.) e acreditava que, caso vencesse, seria o próximo na fila para encarar Henry Cejudo pelo título da categoria. O atleta vinha de quatro triunfos consecutivos e, após o compromisso deste sábado, deve retornar à batalha para voltar a ser um possível desafiante.

Joseph, por sua vez, vinha na segunda posição no ranking e somava duas vitórias consecutivas na divisão. O atleta já foi desafiante ao título, quando o detentor da cinta era o lendário Demetrious Johnson, no ano de 2013.

Os dois atletas entraram no octógono mostrando muita vontade de conquistar o nocaute e travaram uma luta franca durante quase todo o embate.

A luta

Os atletas iniciaram a luta medindo muito a distância. Alguns golpes eram desferidos no vazio até que eles entraram, de fato, na luta franca. Benavidez desferia chutes altos que por pouco não atingiam o brasileiro. Tímido na peleja, Formiga aguardava as ações do adversário para tentar um contragolpe. Após dois minutos de duelo, a barriga de Jussier já apresentava uma vermelhidão em consequência dos chutes conectados por Joseph. O norte-americano, por sua vez, apresentou um corte no supercílio, o que parecia incomodar o atleta. Por algumas vezes Benavidez levava a mão ao olho a fim de limpar o sangramento que atrapalhava sua visão. Restando menos de um minuto, o brasileiro tentou encaixar uma guilhotina de pé, mas Joseph conseguiu se desvencilhar. Os lutadores voltaram a trocar golpes perigosos, mas não havia mais tempo.

Na volta para o embate, Benavidez voltou a apostar nos chutes na linha de cintura do brasileiro. Os atletas mostravam muita vontade para chegar ao nocaute, o que tornava a peleja muito tensa. Após dois minutos, Formiga conseguiu uma bela queda no oponente. Joseph, no entanto, caiu em uma posição melhor e começou a trabalhar para finalizar o atleta de Natal (RN). Jussier conseguiu se levantar e o duelo voltou a ser travado de pé. Ao fim da etapa, o duelo era muito equilibrado, mas o brasileiro começava a dar sinais de cansaço. Restando 20 segundos, Joseph conseguiu uma bela canelada na cabeça de Jussier, que sentiu o golpe e balançou. Percebendo a condição de Formiga, Benavidez partiu para cima do atleta e, após um direto, levou o brasileiro ao chão. Restou ao norte-americano golpear Jussier e aguardar o árbitro interromper a luta.

Demian Maia domina Anthony Rocco e vence no UFC Minneapolis

D. Maia vence no UFC Minneapolis. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

Um dos maiores representantes do jiu-jitsu no MMA, Demian Maia fez valer a fama de grande atleta na arte suave e colocou todas as suas armas em jogo para bater Anthony Rocco em duelo pelos meio-médios (até 77kg.), no UFC Minneapolis. Mesmo não conseguindo a finalização, o atleta conseguiu uma boa vitória e conseguiu colocar fim a uma sequência de quatro vitórias de seu oponente.

Maia, hoje com 42 anos e na 12ª posição no ranking, conseguiu afastar de vez uma fase difícil dentro do Ultimate. Antes do compromisso deste sábado, Maia havia conquistado apenas uma vitória em seus últimos três embates. O triunfo, no entanto, representou a segunda conquista seguida de Demian.

Seu adversário, Rocco, vinha em uma ótima crescente dentro da organização. O norte-americano, porém, sucumbiu à experiência do paulista e terá de aguardar sua próxima luta para voltar a tentar entrar no ranking da categoria.

A luta

O round começou com os atletas se estudando muito. Martin se mostrava cauteloso e evitando que o brasileiro conseguisse chegar às pernas para trabalhar seu jiu-jitsu. Atento, Anthony caminhava para trás e controlava bem a distância para não deixar que Demian se aproximasse. Em sua primeira tentativa, Maia conseguiu pegar a perna esquerda do norte-americano e conseguiu derrubar o oponente. O paulista, então, começou a lutar em sua zona de conforto e buscar a finalização. No chão e pressionando o adversário na grade, Demian desferia golpes em Martin, que tentava se defender como podia. Restando um minuto para o fim do assalto, Rocco conseguiu se levantar, sendo imediatamente aplaudido pelo público presente. No entanto, o norte-americano pouco produziu no tempo restante.

A segunda etapa começou com Anthony se arriscando mais no combate. O norte-americano tentou dois chutes altos, mas foram bem defendidos pelo brasileiro. Demian seguia buscando as pernas de Rocco e conseguiu na segunda investida. Mesmo derrubado, Martin mostrava que estava preparado para o jogo de chão do paulista. Novamente na grade, Maia era superior no combate, mas não encontrava a melhor posição para efetuar sua finalização sobre Rocco. Dominante, mas sem muita ação, o árbitro interrompeu a peleja e fez com que os atletas voltassem a ficar de pé.

No último assalto, o norte-americano precisava afastar o prejuízo sofrido nos rounds anteriores. O lutador, então, começou a provocar Demian, chamando o brasileiro para a luta franca. Maia, no entanto, não caiu na estratégia do oponente e seguiu concentrado. Anthony começou a desferir alguns chutes altos que explodiam na guarda do paulista. O combate seguia tenso na última etapa. Alguns socos de Martin começavam a atingir no rosto de Maia. O brasileiro já mostrava algum cansaço no duelo, mas permanecia se movimentando. No fim, o paulista tomou um susto após sofrer um golpe ao tentar buscar as pernas do oponente, mas administrou bem a situação até o fim do assalto.

Resultados do UFC Minneapolis

CARD PRINCIPAL 

Peso pesado (até 120,2kg.): Francis Ngannou derrotou Junior Cigano nocaute a 1m11s do R1

Peso mosca (até 56,7kg.): Joseph Benavidez derrotou Jussier Formiga por nocaute a 4m47s do R2

Peso meio-médio (até 77kg.): Demian Maia derrotou Anthony Rocco Martin na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso leve (até 70,3kg.): Vinc Pichel derrotou Roosevelt Roberts na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso leve (até 70,3kg.): Drew Dober derrotou Marco Polo Reyes por nocaute a 1m07s do R1

Peso meio-pesado (até 93kg.): Alonzo Menifield derrotou Paul Craig por nocaute a 3m19s do R1

CARD PRELIMINAR 

Peso galo (até 61,2kg.): Ricardo Carcacinha derrotou Journey Newson na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso meio-pesado (até 93kg.): Eryk Anders derrotou Vinicius Mamute por nocaute a 1m18s do R1

Peso leve (até 70,3kg.): Jared Gordon derrotou Dan Moret na decisão unânime dos juízes (30-27, 29-28, 30-27)

Peso meio-pesado (até 93kg.): Dalcha Lungiambula derrotou Dequan Townsend por nocaute a 42s do R3

Peso palha (até 52,1kg.): Amanda Ribas derrotou Emily Whitmire por finalização a 3m10s do R2

Peso pesado (até 120,2kg.): Maurice Greene derrotou Junior Albini por nocaute a 3m38s do R1

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário