Carrascos dos brasileiros, Ngannou, Benavidez e Anders faturam bônus de ‘Performance da Noite’ após o UFC Minneapolis

Ultimate opta por não escolher 'Melhor Luta' e premia quatro atletas por suas atuações neste sábado; três deles derrotaram atletas tupiniquins

F. Ngannou leva prêmio de ‘Performance da Noite’, no UFC Minneapolis. Foto:Reprodução/Twitter @francisNgannou

Alguns brasileiros não têm muitos motivos para sorrirem após o UFC Minneapolis, realizado neste sábado (29), nos Estados Unidos. Dos sete atletas que se apresentaram, apenas três saíram vitoriosos no evento. Três oponentes dos quatro derrotados vão deixar Minneapolis com a carteira recheada. Francis Ngannou, Joseph Benavidez e Eryck Anders faturaram o bônus de performance da noite e receberão US$50 mil (cerca de R$190 mil), cada. O quarto atleta premiado foi Alonzo Menifield. Nesta edição, a diretoria do Ultimate optou por não premiar a ‘Luta da Noite’.

Veja Também

VÍDEO: Assista o nocaute do Francis Ngannou sobre Júnior Cigano no UFC Minneapolis
Com força descomunal, Ngannou aplica nocaute brutal em Cigano no UFC Minneapolis
Formiga é superado por Joseph Benavidez no UFC Minneapolis e se afasta de chance pelo cinturão

Francis Ngannou recebeu a bolada após garantir uma vitória devastadora sobre o brasileiro Junior Cigano no duelo que representou a luta principal da noite. Na ocasião, o franco-camaronês precisou de pouco mais de um minuto para confirmar sua superioridade contra o catarinense e promover ao público um nocaute brilhante entre os pesos pesados (até 120,2kg.).

O algoz de Jussier Formiga, Joseph Benevidez, voltou a derrotar o brasileiro, a quem havia batido em 2013, em Belo Horizonte em um combate que, possivelmente, colocaria o vencedor na condição de desafiar Henry Cejudo na disputa pelo cinturão da categoria dos moscas (até 56,7kg.). Após um primeiro round equilibrado, o atleta natural de Natal (RN) sucumbiu aos duros golpes do norte americano e acabou derrotado por nocaute no segundo round.

Eryk Anders foi outro lutador a faturar o bônus às custas de um atleta tupiniquim. O norte-americano recheou a carteira após bater Vinícius Mamute na penúltima luta do card preliminar. Na ocasião, o atleta realizou um duelo rápido e aplicou um nocaute no brasileiro a 1m18s do primeiro assalto.

O último atleta escolhido para receber os US$50 mil foi Alonzo Menifield. O atleta conquistou uma bela vitória sobre o escocês Paul Craig na primeira luta do card principal. No duelo, o atleta venceu por nocaute no primeiro round.

Resultados do UFC Minneapolis

CARD PRINCIPAL 

Peso pesado (até 120,2kg.): Francis Ngannou derrotou Junior Cigano nocaute a 1m11s do R1

Peso mosca (até 56,7kg.): Joseph Benavidez derrotou Jussier Formiga por nocaute a 4m47s do R2

Peso meio-médio (até 77kg.): Demian Maia derrotou Anthony Rocco Martin na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso leve (até 70,3kg.): Vinc Pichel derrotou Roosevelt Roberts na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso leve (até 70,3kg.): Drew Dober derrotou Marco Polo Reyes por nocaute a 1m07s do R1

Peso meio-pesado (até 93kg.): Alonzo Menifield derrotou Paul Craig por nocaute a 3m19s do R1

CARD PRELIMINAR 

Peso galo (até 61,2kg.): Ricardo Carcacinha derrotou Journey Newson na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso meio-pesado (até 93kg.): Eryk Anders derrotou Vinicius Mamute por nocaute a 1m18s do R1

Peso leve (até 70,3kg.): Jared Gordon derrotou Dan Moret na decisão unânime dos juízes (30-27, 29-28, 30-27)

Peso meio-pesado (até 93kg.): Dalcha Lungiambula derrotou Dequan Townsend por nocaute a 42s do R3

Peso palha (até 52,1kg.): Amanda Ribas derrotou Emily Whitmire por finalização a 3m10s do R2

Peso pesado (até 120,2kg.): Maurice Greene derrotou Junior Albini por nocaute a 3m38s do R1

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments