Henry Cejudo responde a desafio de Faber: ‘Cuidado com o que deseja’

Campeão dos galos não se esconde e deixa no ar possível embate contra veterano do MMA

H. Cejudo (foto) posa com seus dois cinturões. Foto: Reprodução/Instagram @henry_cejudo

Urijah Faber pediu e Henry Cejudo respondeu. Após um ótimo retorno no UFC Sacramento, ocorrido no último sábado (13), o veterano do MMA, ao bater Ricky Simon, desafiou o atual campeão dos galos (até 61,2kg.) para um combate pelo cinturão da categoria. Quando conquistou o título da divisão, em junho, Cejudo fez questão de dizer que quer bater lendas do esporte e, entre os nomes citados, chamou pelo ‘Garoto Californiano’. Em sua conta no Twitter, o dono do cinturão alertou ao atleta de 40 anos sobre os perigos que está se expondo.

Veja Também

Johnny Walker volta a provocar Jones: ‘Tem medo de perder para um desconhecido’
VÍDEO: Veja o nocaute de Germaine de Randamie sobre Aspen Ladd no UFC Sacramento
Vídeo: Assista o nocaute de Urijah Faber sobre Ricky Simon no UFC Sacramento

“Cuidado com o que deseja. Você pode ser mais um a dobrar os joelhos para o ‘três vezes’ campeão”, publicou Henry.

Cejudo vem, aos poucos, conquistando o status de lenda do esporte. Além de conquistar dois títulos em categorias diferentes do Ultimate (moscas e galos), o atleta carrega consigo o diferencial de ser o único atleta dentro da companhia a poder ostentar no peito uma medalha de ouro olímpica, conquistada em Pequim (China), em 2008, no wrestling.

Apesar de ter disputado em quatro situações o título dos galos do Ultimate, Faber nunca conseguiu ser o detentor da cinta. Mesmo assim, o atleta recebeu o reconhecimento da companhia pelos seus feitos pelo esporte e, em 2017, foi nomeado para o Hall da Fama da organização, se juntando a nomes como Royce Gracie, Rodrigo Minotauro e Chuck Liddel.

Urijah anunciou sua aposentadoria das artes marciais mistas em dezembro de 2016, no entanto, pouco mais de dois anos depois, decidiu desistir do afastamento e voltar a se testar no esporte profissionalmente. Em sua luta de retorno, no último final de semana, mostrou que ainda pode lutar em alto nível dentro da categoria. Ao bater, por nocaute, um oponente 14 anos mais jovem, o ‘Garoto Californiano’ volta a ter destaque no esporte.

Aos 40 anos, Urijah soma 43 embates em seu cartel profissional, conquistando 33 vitórias e 10 derrotas.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments