Pelo UFC 243, Gastelum acredita em vitória de Whittaker, mas prefere ver Adesanya como campeão

Norte-americano comenta que, em caso de uma nova disputa pelo cinturão, prefere realizar revanche contra nigeriano para tentar apagar derrota passada

K. Gastelum em preparação para luta. Foto: Reprodução/Facebook UFC

O peso médio (até 83,9kg.), Kelvin Gastelum, ex-desafiante ao título interino da categoria e protagonista de um dos mais empolgantes duelos de 2019 deu seu palpite sobre o duelo envolvendo o detentor do cinturão linear, Robert Whittaker e Israel Adesanya, pelo UFC 243, que acontecerá em outubro. Segundo Kelvin, Robert deverá manter sua hegemonia, mas, para o lutador, sua preferência era que o nigeriano fosse o campeão absoluto. A declaração foi feita em entrevista recente ao ‘South China Mornig Post’.

Veja Também

De última hora, Gilbert Durinho substitui Laureano Staropoli no UFC Montevidéu
Por novo contrato, Cyborg exige desculpas públicas de Dana White
Homem que se passava por Cody Garbrandt para dar golpes é preso
“Vai ser uma luta interessante, porque Israel traz um arsenal de habilidades muito grande. Muitas opções de técnicas. Mas acho que Rob (Robert Whittaker) tem as ferramentas para vencê-lo. Eu acho que ele irá vencer, mas, sendo egoísta, eu gostaria que Israel vencesse para que eu pudesse tomar o cinturão dele”, declarou Kelvin. O norte-americano, juntamente com Adesanya, foram responsáveis por protagonizar um combate extremamente disputado, ocorrido em fevereiro, pelo UFC 234. Na ocasião, os lutadores se encaravam pela disputa do cinturão interino dos médios. O vencedor, assim, teria o direito de enfrentar Whittaker, que se recuperava de lesão. Israel, após cinco rounds, acabou sendo declarado vencedor na decisão unânime dos juízes. O embate, no entanto, foi aplaudido de pé pelo público presente. Ainda motivado pela derrota, Gastelum gostaria de poder reeditar o combate e, caso aconteça, o fato pode ainda ser mais interessante caso Adesanya seja o dono do título linear. “Eu quero apenas a revanche. Você é derrotado e depois revê cada detalhe. Aí, você quer voltar lá e fazer as coisas certas”, finalizou o norte-americano. Kelvin não luta desde o embate contra Israel. Antes do revés contra o nigeriano, o atleta vinha de duas vitórias importantes na carreira. Uma, sobre o ex-campeão Michael Bisping e a última contra o brasileiro Ronaldo Jacaré, que enfrentava, à época, uma grande fase. O duelo entre Adesanya e o campeão Robert Whittaker pela unificação do cinturão dos médios acontecerá em 10 de outubro em Melbourne, na Austrália.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments