Homem que se passava por Cody Garbrandt para dar golpes é preso

O galês Paul Davies, de 30 anos, usava a foto do ex-campeão do UFC no aplicativo de paquera Tinder para aplicar golpes em mulheres

Davies (esq.) e Garbrandt (dir.). Foto: Reprodução

A fase de Cody Garbrandt não é boa dentro do octógono. O ex-campeão dos galos, desde que perdeu o título em 2017, vem de três derrotas consecutivas. Mas, por outro lado, fora das competições, o norte-americano vem fazendo sucesso, mesmo que sem querer. A foto de Cody foi usada no Tinder para atrair mulheres e aplicar golpes nas pretendentes.

Veja Também

Após assistir vitória de Holloway, Volkanovski enxerga chances de vencer campeão
Dana afirma que McGregor pode ser ‘reserva’ de Khabib e Poirier em caso de lesão no UFC 242
Após derrotar Pantoja, Deiveson mira Cejudo: ‘Consigo nocautear antes do terceiro round’
Presidente do Bellator parabeniza Cyborg após vitória da brasileira no UFC 240

O acusado do crime é Paul Davies, de 30 anos. Segundo a polícia do País de Gales, local onde aconteceram os delitos, ele roubou a foto de Garbrandt e a usava com o nome de Aaron Edwards no aplicativo de paquera. Davies se passava por um empresário que que trabalhava na Audi e tinha uma vida repleta de luxo – carros, cobertura e viagens.

De acordo com reportagem do canal de  de televisão “BBC”, Paul Davies atraía mulheres interessadas em seu perfil e pedia dinheiro emprestado. Os valores eram usados para financiar seu vício em jogos.

Ainda segundo a reportagem, uma das vítimas teria dado a Davies mais de 8.500 libras, cerca de R$39.3 mil na cotação atual. Na sequência ela foi alertada por amigo, que a foto do tal Aaron Edwards, na verdade era do lutador Cody Garbrandt. O atleta não tem nenhuma ligação com o crime.

A investigação ainda mostrou que outras sete vítimas de Paul. O valor total dos golpes supera os US$ 20 mil, cerca de R$ 76 mil. Pela fraude, o acusado foi condenado a 34 meses de prisão, sendo considerado culpado em oito acusações de fraude.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments